Política MT

Após cobrança, Defensoria Pública assegura retomar trabalhos em Juscimeira e Dom Aquino

Publicado

Foto: JOSÉ MARQUES

Os trabalhos das defensorias públicas de Juscimeira e Dom Aquino poderão ser retomados nos próximos meses, após cobrança do deputado Max Russi (PSB), realizada nessa segunda-feira (7). A informação foi repassada ao parlamentar pelo defensor público geral, Clodoaldo Aparecido Gonçalves, e pelo diretor geral da Defensoria Pública de Mato Grosso, Rodrigo de Arruda Sá.

As defensorias de ambos os municípios estão com as atividades interrompidas, dificultando o acesso da população, que necessita desse tipo de serviço. No caso de Dom Aquino, as demandas não são mais atendidas no município há quase um ano.

“Os trabalhos estão sendo direcionada à Defensoria Pública de Jaciara, que fica a 28 quilômetros de Dom Aquino. Um verdadeiro transtorno para quem precisa desse atendimento. Por isso, fui pessoalmente fazer essa cobrança”, justificou Russi.

Já no caso de Juscimeira, conforme o prefeito Moisés dos Santos, são mais de 4 meses sem a prestação do serviço, que também precisa ser redirecionado para a Defensoria Pública da cidade vizinha.

Leia mais:  CPI da Previdência na AL realiza primeira oitiva

“A alegação principal da paralisação é devido à falta de pessoal. Eu fico numa boa expectativa quanto a essa gestão do deputado Max junto à Defensoria do Estado, para que assim possamos retomar esse trabalho de justiça social”, ressaltou.

O deputado Max Russi considera o atendimento das defensorias públicas de extrema importância e garantiu acompanhar os encaminhamentos até que a assistência jurídica dos municípios seja retomada.

“Os maiores prejudicados são justamente às pessoas com menor poder aquisitivo, que não podem pagar a um advogado particular. Muitas acabam tendo gastos extras, para se dirigir até outra cidade que tenha uma defensoria e ainda correm o risco de ficarem desassistidas”, complementou.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Terceira oitiva da CPI da Previdência é realizada na ALMT

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A terceira oitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência acontece nesta terça-feira (15), às 14 horas, durante a 8ª reunião ordinária, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). O convidado pela equipe técnica é Jair Ribeiro Teixeira, que atuou na gestão de patrimônio do Instituto de Previdência do Estado de Mato Grosso (Ipemat).

A Comissão já ouviu dois depoentes até o momento, o primeiro foi Anélio Gouduberto, o segundo Sebastião Rodrigues da Silva, ambos, ex-liquidantes extrajudiciais do Ipemat.

Conforme a equipe técnica, os próximos convocados para serem ouvidos serão: Ronaldo Taveira, ex-presidente do MTPrev e Ronaldo Campos Fraga, membro da Comissão que fez gestão do patrimônio do Estado na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).

Serviço:
Terceira oitiva da CPI da Previdência
Data: 15/10/2019
Horário: 14 horas
Local: Sala das Comissões, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Leia mais:  Thiago Silva defende gestão compartilhada para Santa Casa de Rondonópolis
Continue lendo

Política MT

Estudante recebe moção de aplausos por prova do Enem

Publicado

Foto: Lucas Bellinello / Assessoria de Gabinete

A Assembleia Legislativa, em uma iniciativa do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), dedicou na noite de segunda-feira (14) uma moção de aplausos ao ex-estudante da rede pública estadual, Kennedy Bispo Silva Conceição.

A homenagem é um reconhecimento público ao desempenho na última redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), em que atingiu 920 pontos e lhe permitiu conquistar uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O adolescente de 19 anos estudou na Escola Estadual Irene Gomes de Campos, no bairro Figueirinha, periferia de Várzea Grande, da 6ª série ao 3º ano do ensino médio.

Nos dois últimos anos de estudos, conciliava a preparação para o ensino superior com empregos na iniciativa privada.

Para conceder a homenagem, o deputado Wilson Santos se deslocou até a sede da unidade de ensino. Em uma cerimônia que durou aproximadamente uma hora, também foi concedida moção de aplausos à diretora Cristina Barbosa Guimarães Ferreira e à professora de língua portuguesa Elisângela Moreira Campos.

Professor há mais de 20 anos, o parlamentar enalteceu o bom desempenho do ex-estudante da rede pública Kennedy Bispo.

Leia mais:  Projeto de lei cria Programa de Residência Jurídica na PGE

"Às vésperas do dia do professor, me orgulha muito conceder essa moção de aplausos. Não podemos deixar passar desapercebido as conquistas na educação. Ainda mais a luta individual de um jovem que enxergou na dedicação aos estudos  e o ingresso numa faculdade o primeiro passo para melhor a qualidade de vida", destacou.

Emocionado, o estudante Kennedy Bispo agradeceu o reconhecimento e disse que já traça novas metas para o futuro.

"Quero ser professor de Direito Constitucional e também exercer a advocacia nesta área. Também desejo me aprofundar no estudo do Direito Constitucional, ingressando em um mestrado e depois doutorado", revelou.

A professora Elisângela Campos se dizia emocionada com o reconhecimento dado ao seu ex-aluno. "É um vitorioso que merece esse reconhecimento. Sempre manifestava interesse em estudar e pelo histórico sempre foi um aluno muito dedicado".

A diretora da unidade escolar, Cristina Ferreira, enalteceu a iniciativa do deputado Wilson Santos em reconhecer publicamente o mérito de um ex-aluno da rede pública.

"Isso valoriza a educação e nos faz ter a esperança de que homens públicos olhem verdadeiramente para a educação. Não adianta só infraestrutura nas escolas, mas a capacitação profissional. É um privilégio ter esse reconhecimento. Um gesto bonito, sincero e inesquecível do deputado Wilson Santos", afirma.

Leia mais:  Thiago Silva defende gestão compartilhada para Santa Casa de Rondonópolis

A Escola Irene Gomes de Campos tem aproximadamente 1,3 mil estudantes matriculados. A instituição de ensino oferta estudos da quinta série do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio.

Enem – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho dos estudantes concluintes do ensino médio.

A partir de 2004, a prova passou a ser utilizada como ferramenta para ingresso em instituições do ensino superior e, em 2010, com sua inclusão no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), foi reconhecido como o maior e mais completo exame educacional do Brasil.

Ao longo de sua criação, o Enem veio a substituir o tradicional vestibular realizado por faculdades e universidades nacionais, tornando-se hoje ferramenta para concessão de bolsas de estudo parciais e integrais em faculdades particulares, através do Programa Universidade Para Todos (Prouni).

O tema da redação do Enem de 2018 foi "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet". A prova teve quatro textos motivadores, sendo que três deles são trechos de reportagens e um trouxe um gráfico com dados.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana