Política Nacional

Bolsonaro tem melhora clínica progressiva e continua com dieta líquida

Publicado

O presidente Jair Bolsonaro continua hoje (14) recebendo dieta líquida, complementada pela alimentação endovenosa (pelas veias). Segundo o boletim médico divulgado neste sábado pelo Hospital Vila Nova Star, ele apresentou “melhora clínica progressiva” e não teve dor ou febre. As visitas ainda estão restritas.

Recuperação lenta

De acordo com o cirurgião Antônio Luiz Macedo, responsável pelo procedimento ao qual Bolsonaro foi submetido no domingo passado (8), o presidente tem como característica a demora para retomar as funções intestinais. O médico explicou que no processo de recuperação das duas outras vezes em que o operou, em setembro de 2018 e em janeiro deste ano, o intestino de Bolsonaro só voltou a funcionar em um processo lento. “É sempre um retorno lento. Mas quando retorna, vai rápido”, enfatizou ao comentar o estado de saúde do presidente.

Essa característica também está presente neste pós-operatório, segundo Macedo, apesar das condições favoráveis para a recuperação. “Ele está evoluindo bem, mas existe certa dificuldade no retorno intestinal”, acrescentou.

Leia mais:  Deputados apresentam 209 emendas à reforma tributária

O presidente chegou a receber dieta líquida a partir de segunda-feira (9), um dia após a cirurgia para a correção de uma hérnia no abdômen, em consequência das outras cirurgias que fez após a facada recebida em setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral. A alimentação oral, no entanto, foi suspensa na quarta-feira (11).

Foi introduzida ainda uma sonda nasogástrica para retirar o excesso de gás e líquido. O equipamento foi retirado na manhã de sexta-feira (13), quando também foi retomada gradualmente a ingestão de líquidos.

Com o atraso na recuperação, na quinta-feira (12) foi estendido o prazo de afastamento de Bolsonaro da Presidência por quatro dias, por decisão da equipe médica. O vice-presidente, Hamilton Mourão, segue no exercício da Presidência por este novo período.

A partir de hoje, Bolsonaro pode receber, de acordo com o médico, alimentos líquidos sem restrição. Macedo disse, entretanto, que vai aguardar o melhor momento para passar a uma dieta cremosa, com alimentos um pouco mais consistentes, evitando sobrecarregar o intestino.

Esta é a quarta cirurgia a que o presidente se submete desde o ataque sofrido em setembro do ano passado.

Leia mais:  Proposta permite exploração do serviço postal por empresas privadas

Veja na TV Brasil:

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Congresso promove doação de mechas de cabelo e lenços como parte das ações do Outubro Rosa

Publicado

Nesta quinta-feira (17), no Espaço Ivandro Cunha Lima do Senado Federal, a ação beneficente Liga do Bem realizou cortes gratuitos para incentivar a doação de mechas de cabelo de no mínimo 10 centímetros para a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mama, instituição que dispõe de estrutura para montagem de perucas. A iniciativa faz parte da campanha das ações do Outubro Roda no Congresso.

O cabelereiro Djalma Dias acredita que essa solidariedade pode ajudar mulheres que estão passando pelo tratamento do câncer. “Eu participo também das entregas das perucas, cortando o cabelo dessas mulheres já com a peruca no lugar. É muito gratificante. ”

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Mechas de pelo menos 10 cm servirão para confecção de perucas que serão doadas a pacientes em tratamento de câncar

A secretária Fernanda Gadelha compartilha do mesmo pensamento. Diagnosticada com câncer de mama aos 35 anos, e feliz em poder doar, acha a iniciativa um gesto nobre, que pode transformar a vida de outra pessoa, além de elevar a autoestima. “Eu já passei pelo tratamento e hoje estou com um cabelo grande ao ponto de poder cortar para ajudar outras mulheres. Ajuda muito mais a mim do que a elas. ”

Leia mais:  Projeto permite deduzir do Imposto de Renda as doações para instituições religiosas

A servidora Kivia Gomes fez questão de realizar a doação de seus cabelos. Ela já presenciou de perto o tratamento e disse que a pior parte é a perda do cabelo. “Eu tenho um familiar que já teve câncer de mama duas vezes então eu estou muito feliz em poder ajudar.”

A campanha do Outubro Rosa é realizada anualmente para a conscientização sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama. Durante todo o mês de outubro a Câmara está iluminada de rosa em alusão à campanha.

Liga do Bem
A Liga do Bem, que reúne servidores do Senado, está promovendo também no mês de outubro a campanha de doação de lenços. Há pontos de coleta na Câmara dos Deputados. Após serem esterilizados pelo Instituto Hospital de Base, os lenços serão distribuídos para pacientes com câncer e crianças hospitalizadas.

Para a voluntária Patrícia Seixas, a ação é uma abordagem positiva, focada na recuperação e superação das mulheres que sofrem com a doença. “A gente trabalha com a autoestima dessas mulheres. Se com um lenço elas já ficam felizes, imagina com um cabelo”.

Leia mais:  Deputados apresentam 209 emendas à reforma tributária

As iniciativas do Outubro Rosa são promovidas pela Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados e pela Procuradoria Especial da Mulher do Senado Federal.

Reportagem – Giovanna Ribeiro
Edição – Geórgia Moraes

Fonte: Agência Câmara Notícias
Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Transparência nos partidos políticos é fundamental para o sistema político, defende ex-CGU

Publicado

Em debate na Câmara dos Deputados, o ex-ministro-chefe da Controladoria-Geral da União Jorge Hage cobrou transparência dos partidos políticos para que ajam em conformidade com as normas legais e regulamentares, conceito que define o termo em inglês compliance. O assunto foi discutido durante o 1º Fórum Nacional de Compliance no Legislativo, ocorrido nesta quinta-feira (17).

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
1º Fórum Nacional de Compliance no Legislativo realizado nesta quinta-feira (17)

Segundo  Jorge Hage, a transparência é apenas um dos fatores essenciais para que os partidos ajam conforme as regras do compliance. Ele citou também um índice maior de colegialidade nas decisões. “A redução das decisões autocráticas individuais, enfim, a democracia partidária, que é algo que é muito cobrado em todos os partidos.”

Ex-deputado constituinte, Jorge Hage lembrou que há propostas na Câmara que tratam do compliance nos partidos políticos, a exemplo do PL 10219/18, que estabelece responsabilidade objetiva dos partidos políticos pela prática de corrupção e que, na aplicação de penas, considera a existência de mecanismos internos de compliance.

Leia mais:  Projeto permite deduzir do Imposto de Renda as doações para instituições religiosas

Participação Organizador do 1º Fórum de Compliance, o secretário de Transparência da Câmara, deputado Roberto de Lucena (Pode-SP), defende participação ativa do cidadão para tornar mais claros os processos internos da administração pública.

“Ele tem o direito de saber onde estão essas janelas para olhar por esses valores de referência e cobrar e acompanhar que as posturas que acompanham os agentes públicos sejam de acordo”, ressaltou.

No entender do diretor do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Luciano Caparroz, a Câmara está se adequando e se modernizando para o cumprimento das normas e exigências de compliance.

Já a presidente da Associação Nacional de Compliance, Elise Brites, ressaltou a necessidade do olhar atento e a participação de cada indivíduo na vida coletiva, com uma mudança de atitude em favor do cumprimento das normas.

Punição O ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral José Eduardo Alckmin vê na morosidade da Justiça um dos maiores problemas. Para ele, em vez de controles prévios excessivos em todas as esferas da administração, é necessária punição efetiva dos desvios éticos.

Leia mais:  Davi Alcolumbre acompanha desfile da Independência na Esplanada

“É fundamental a agilidade do Poder Judiciário, do Ministério Público. Essas apurações demoradas demais não devem ocorrer, e o julgamento também [deve ser] rápido.”

Reportagem – Newton Araújo
Edição – Geórgia Moraes

Fonte: Agência Câmara Notícias
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana