Alta Floresta

IBAMA realiza operação de fiscalização e incendeia balsa de garimpeiros no Teles Pires.

Publicado

Garimpeiros que estavam trabalhando em áreas consideradas proibidas ou reservas, ao longo do Rio Teles Pires, na região de Alta Floresta no extremo norte de Mato Grosso, foram surpreendidos final de semana e principalmente no feriado de 7 de setembro, com a chegada do Ibama incendiando balsas de mergulho.

Alguns teriam saído do local apenas com a roupa do corpo, deixando para trás muitos pertences que viraram cinzas. Maquinários foram incendiados por agentes que segundo informações dos garimpeiros, agiram com truculência na operação que resultou em várias balsas destruídas no meio do Rio Teles Pires onde ficou apenas a mancha de óleo e outros dejetos que restaram dos equipamentos dos garimpeiros. “Se alguém ficasse na frente eles queimavam também”, disse um garimpeiro que preferiu não se identificar.

Há informações de que em uma das balsas incendiadas os garimpeiros que trabalhavam na mesma ficaram ilhados. “Queimaram a embarcação com motor também. Se os índios não tivessem socorrido, ainda tinha gente lá sem poder sair. Muitos tiveram que nadar até as margens”, acrescentou a fonte.

Leia mais:  Alta Floresta: inscrições abertas para o curso de formação aquaviário.

Na Cooperativa que representa os garimpeiros em Alta Floresta, o clima é de revolta. “nem os documentos – os agentes do Ibama – deixaram tirar das balsas. Foi um abuso total. Trataram como bandidos mesmo”, comentou via aplicativo Whatsapp, uma representante da entidade.

O Ibama até o momento não se manifestou sobre as ações que culminaram com balsas destruídas na região de Alta Floresta. Mas informações extraoficiais asseguram que se trata de operações contra atividades como o garimpo dentro de reservas indígenas ou áreas da união. Contudo, em redes sociais, tem registros até mesmo de representantes de etnias como a Kayabi repudiando o feito pelo Ibama no dia 7 de setembro.

“Isso é poluição de água que Ibama faz destruindo balsa de garimpeiros nos Rios e humilhando as populações indígenas. Essas fotos são na terra indígena kayabi. Aconteceu hoje dia 7 de Setembro de 2019”, postou o índio Awuer kayabi em sua página do facebook..

Fonte: Fonte: Arão Leite

Comentários Facebook
publicidade

Alta Floresta

Alta Floresta: casal é rendido dentro de residência durante roubo, celulares e dinheiro levados.

Publicado

Um roubo foi registrado na noite de ontem, sexta-feira (13), na avenida Ayrton Senna, em Alta Floresta.

O fato foi registrado por volta das 20h30 e teve um casal de 42 e 49 anos como vítima. Segundo os comunicantes, ambos estavam no interior da residência quando o suspeito chegou com arma em punho e anunciou o roubo.

Na ocasião foram levados celulares e também a quantia de R$ 440,00 em dinheiro. Posteriormente o casal foi trancado dentro de um quarto.

As vítimas informaram a PM que ouviram o barulho de um carro saindo do local, provavelmente utilizado pelo assaltante.

O suspeito era mediano, branco, trajando calça jeans e camiseta preta com capuz. O caso foi encaminhado à Polícia Civil.

Fonte: Redação Notícia Exata

Comentários Facebook
Leia mais:  Embriagado, homem quebra móveis, ameaça esposa e coloca fogo em roupas.
Continue lendo

Alta Floresta

Alta Floresta: inscrições abertas para o curso de formação aquaviário.

Publicado

A Capitania Fluvial de Mato Grosso informa que estão abertas até 20 de setembro de 2019, as inscrições para o Curso de Formação de Aquaviários em Alta Floresta.

Estão destinadas 35 vagas, as inscrições devem ser realizadas na Secretaria de Desenvolvimento, Direção de Indústria, Comércio e Turismo, anexa ao prédio da Ceplac, no horário das 07h as 13h.

O curso será aplicado na sede do Secitec nos dias 23 a 27 de Setembro de 2019, em período integral, no horário da 08:00h às 11:00h; e 13:30h às 16:30h;

Requisitos:

  • Guia de Recolhimento da União (GRU) pagas, referente à INSCRIÇÃO EM CURSO DO EPM, no valor de R$ 8,00 para cada aluno, que pode ser emitida no link EMISSÃO DE GUIAS do endereço www.dpc.mar.mil.br.

OM: CAPITANIA FLUVIAL DE MATO GROSSO.

  • Preencher a ficha de inscrição e anexar toda documentação;
  1. Cópia legível do documento oficial de identificação, autenticada.
  2. Cópia legível do CPF, autenticada.
  3. Cópia legível  do comprovante de Residência, autenticada ou uma declaração de residência de acordo com o anexo 1L(NORMAM 13/DPC/MOD 30).
  4. Cópia legível  , autenticada do Certificado de escolaridade inferior ao 6ºano do Ensino Fundamental.
  5. Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) emitido por médico do trabalho há menos de 1 (um) ano, a contar da data de sua emissão que comprove o bom estado de saúde física e mental e, explicitamente, as condições visuais e auditivas , também constar a altura e cor dos olhos do candidato.
  6. Duas fotografias recentes, tamanho 5×7, de frente (Datada).
  7. Uma fotografia recente, tamanho 3×4, de frente.
  • Taxa de R$ 100,00 ( cem reais) pagamento no ato da inscrição;
  • Somente 35 vagas;
Leia mais:  Homem suspeito de esfaquear ex-esposa no pescoço se apresenta a polícia.

Fonte: Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana