Juína

Madrugada sangrenta:dois jovens são assassinados a tiros e pauladas na cabeça em Juína.

Publicado

Adailton Araújo da Silva Vargas, 18 anos, e Gabriel Teixeira de Oliveira, 20 anos, foram assassinados no início da madrugada desta quinta-feira (14), no bairro, São José Operário, no município de Juína (734 km de Cuiabá).

Conforme o site local Juína News, investigadores da Polícia Civil informaram que os jovens conversavam na Rua Orlando Pereira quando houve um apagão e duas bandidos em uma  moto se aproximaram atirando.

Mesmo ferido, Adailton ainda teria tentado correr, mas foi alcançado pelos criminosos e morto com tiros e pauladas na cabeça. Já Gabriel levou dois tiros nas costas.

A Polícia Militar foi acionada logo após vizinhos escutarem os tiros, mas quando os militares chegaram os jovens já estavam mortos e os criminosos foragidos.

No local foi encontrada a moto Honda Twister que pertence a Adailton, dois capacetes, um boné, além de uma porção de maconha.

A equipe de Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou a cena do crime e um laudo com detalhes do duplo homicídio será divulgado nos próximos dias deve basear as investigações da Polícia Civil.

Leia mais:  Mulher é agredida violentamente a pauladas.

Em seguida, os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal onde passaram por exames de necropsia.

Fonte: Reporter MT

 

Comentários Facebook
publicidade

Juína

Juína:padrasto que matou enteado de dois anos com chutes na cabeça é denunciado

Publicado

Igor Campos de Almeida, de 18 anos, foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Juína, pelo homicídio qualificado do enteado Junior Ribeiro Ferreira, de apenas dois anos de idade. Conforme o promotor de Justiça Dannilo Preti Vieira, o denunciado matou a criança por meio cruel, ao desferir chute na cabeça da vítima.

“O denunciado é padrasto da vítima e prevaleceu-se das relações domésticas para assassiná-la, oportunidade em que desferiu um chute na cabeça da vítima, o que ocasionou um traumatismo craniano, sendo suficiente para a morte da criança, que se deu em 01/12/2019, no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá-MT”, consta da denúncia.

Igor Campos de Almeida foi denunciado por homicídio qualificado por emprego de meio cruel com agravantes por ser cometido contra menor de 14 anos e aproveitando-se das relações domésticas mantidas com a vítima. Atualmente ele está recluso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Juína.

Leia mais:  Homem morre em batida frontal entre duas motos.

O padrasto da criança confessou, em depoimento à Polícia Civil, que  agrediu a criança sem motivo.

O caso

O espancamento e a consequente morte do menino de dois anos chocou a população do município de Juína. A vítima foi agredida no dia 17 de novembro e levada pela mãe, em estado grave, a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Permaneceu em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por três dias até ser transferida para uma UTI pediátrica em Cuiabá.

Inicialmente, o padrasto e a mãe alegaram que os hematomas no corpo da criança foram causados por uma queda acidental, contudo, exame de corpo de delito apontou a agressão física. Igor de Almeida foi preso no dia 22 de novembro suspeito de espancar a criança, e confessou à Polícia Civil ter agredido o enteado sem motivo.

Fonte: Olhar Direto

Comentários Facebook
Continue lendo

Juína

Juína:morre criança de 2 anos espancado pelo padrasto

Publicado

Faleceu na UTI pediátrica em Várzea Grande, J.R.F, de 2 anos, que foi violentamente espancado pelo padrasto na cidade de Juína, no Mato Grosso. A informação foi confirmada agora ao site Juína News pela avó materna da criança, Fielly Ribeiro. Na semana passada, o paciente foi diagnosticado com morte cerebral, mas a família mantinha esperança por que o coração batia.

O velório e sepultamento provavelmente será na cidade de Campo Novo do Parecis, onde reside boa parte da família.

O menino foi espancado por Igor Campos de Almeida, de 18 anos, que foi preso preventivamente pela polícia civil 5 dias após as agressões.

No dia em que a criança foi internada, o médico da UPA de Juína José S. Parada havia confirmado que a criança estava com hematomas na face do lado direito e também hematomas em outras partes do corpo, e que seu estado de saúde era gravíssimo.

Segundo informações de familiares, Igor mantinha um relacionamento com a mãe do menino e o agrediu com chutes na cabeça na ausência dela.

Leia mais:  Suspeito de matar caminhoneiro em madeireira em Juína se entrega à polícia.

Com lesões na cabeça e hematomas no corpo, o menino deu entrada na UPA de Juína no último dia 17 de novembro e devido as gravidades das lesões foi transferida para UTI.

No dia da internação, o suspeito e a mãe da vítima, uma adolescente de 17 anos, alegaram que a criança teria sofrido uma queda, no entanto, os médicos desconfiaram e constataram que os hematomas eram provenientes de maus-tratos, fato que foi confirmado depois do exame de corpo de delito feito por um médico legista.

Igor que se encontra preso no CDP da cidade, agora deverá responder por crime de homicídio qualificado.

Fonte: Juina News

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana