Policia Federal

Operação Recobro busca recuperar bens subtraídos de Agência Postal

Publicado

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (9/10) a Operação Recobro, com objetivo de recuperar bens subtraídos da agência dos Correios, instalada na avenida JK da capital, alvo de furto mediante arrombamento, perpetrado na madrugada de 25 de fevereiro de 2018.

Aproximadamente 10 policiais federais cumprem, em Porto Nacional/TO, três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas/TO.

A ação de hoje visa também colher informações complementares sobre os autores do crime.

O nome da operação faz alusão à recuperação da posse de algo, reaquisição, retomada.

* Não será realizada coletiva de imprensa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Tocantins

E-mail: cs.srto@dpf.gov.br

Contato: (63) 3236-5440

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Leia mais:  PF combate atuação de armeiro ilegal no Espírito Santo
publicidade

Policia Federal

PF combate difusão de arquivos contendo exploração sexual de crianças

Publicado

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 15/10, a Operação MÉTIS, com objetivo de combater a difusão de arquivos contendo exploração sexual de crianças, por meio da internet.

Cerca de 21 policiais federais cumpriram 4 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados no Município de Vitória. Três pessoas foram presas em flagrante em razão de terem sido encontrados arquivos contendo exploração sexual e pornografia de crianças e adolescentes. Tal conduta configurou o crime de posse disposto no art.241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.

ENTENDA O CASO

Em face de rastreamento da rede mundial de computadores promovido por policiais federais, foram detectados usuários compartilhando arquivos com o conteúdo supracitado, durante as investigações.

O inquérito policial foi instaurado com trabalho permanente de vigilância na rede mundial de computadores. Foi verificado ao todo, somado os quatro investigados, um total de 894 arquivos compartilhados na internet, contendo exploração sexual e pornografia de crianças e adolescentes, apenas durante o período investigado.

No cumprimento do mandado de busca, foram apreendidas diversas mídias dos investigados, que serão submetidas à perícia para elaboração de laudo, com o fim de identificar os arquivos desta natureza armazenados e compartilhados, se existe algum indicativo de abuso sexual e se existe outros suspeitos praticando o delito.

Leia mais:  Operação Santa Cruz investiga roubos de cargas dos Correios no Rio de Janeiro

CRIMES INVESTIGADOS

Os investigados, responderão pelos crimes de compartilhamento de arquivos contendo pornografia infantil, presente no art.241-A da Lei 8.069/90, com pena que varia de 2 a 6 anos de reclusão. Poderão ainda responder pelo crime de posse de arquivos, no caso de flagrante, presente no art.241-B, cujas penas variam de 1 a 4 anos de reclusão.

 DO NOME DA OPERAÇÃO

Métis (em grego: Μήτις, transl.: Métis, “habilidades”), na mitologia grega, é a deusa da saúde, proteção, astúcia, prudência e virtudes.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

Operação Intramuros desarticula organização criminosa voltada para o tráfico de drogas no Maranhão

Publicado

São Luís/MA – A Policia Federal deflagrou nesta terça-feira (15/10), nas cidades de São Luís/MA, Imperatriz/MA e Codó/MA, a Operação INTRAMUROS, com a finalidade de reprimir organização criminosa especializada em tráfico de drogas e armas no estado do Maranhão.

Cerca de 150 policiais federais deram cumprimento a 32 mandados de prisão preventiva e 32 mandados de busca e apreensão, todas expedidas pela 1.ª Vara Criminal de São Luís/MA.

As investigações identificaram a atuação de facções criminosas no Estado do Maranhão. O grupo criminoso era dividido de forma estruturada e piramidal e possuía um setor responsável por planejar e realizar tráficos de drogas, armas e outros crimes no estado. Foram identificadas também as principais lideranças da organização criminosa no Maranhão e em outros estados.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas e organização criminosa, previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006, artigos 14 e 16 da Lei n° 10.826/03 e o Artigo 2º da Lei nº 12.850/2013.

A operação foi denominada INTRAMUROS em razão da constatação algumas lideranças comandarem as práticas de criminosas do interior dos presídios.

 

Leia mais:  PF combate fraude em financiamento de veículos

Fonte: Polícia Federal
Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana