Nacional

Witzel lamenta declaração de Carlos Bolsonaro: “Não há como admitir”

Publicado

source
Wilson Witzel arrow-options
Nelson Perez / GovRJ

Wilson Witzel lamenta declaração de Carlos Bolsonaro: “Não há como admitir”

O governador do Rio, Wilson Witzel, presidente de honra do Partido Social Cristão (PSC), foi duro ao comentar nesta terça-feira (10), na sede do Comando Militar do Leste (CML),
comando central do Exército no Rio, as declarações do vereador de seu partido, Carlos Bolsonaro , filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“Eu queria dizer que a declaração dele simplesmente é espantosa. Acho que ele não estava em um bom dia. Com todo respeito que eu tenho, ele é um vereador do PSC. Mas eu, como
presidente de honra do partido e defensor da democracia e da liberdade de imprensa, das instituições, creio que não há como admitir uma declaração dessas de um político”, disse
Witzel .

Ao lado do general Júlio Cesar Arruda, comandante militar do Leste, o governador disse que o melhor regime é o democrático.

“Alguém que faz uma declaração dessas está no país errado. Está no momento errado da História. Eu lamento pela declaração. O melhor regime é o democrático, onde há alternância
de poderes. É uma declaração infeliz que deve ser reconsiderada. Em nome do Partido Social Cristão, como presidente de honra, reafirmo que nós defendemos a democracia”, afirmou.

Leia mais:  Sequestrador de ônibus na Ponte pesquisou ataque em Suzano antes do crime

Leia também: Mourão exalta democracia e Alcolumbre ‘despreza’ declarações de Carlos Bolsonaro

No Twitter, Carlos disse que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”. A mensagem foi postada após o verador comentar
sobre os esforços que, segundo ele, o governo do pai faz para acabar com “absurdos que nos meteram no limbo”. De acordo com o vereador, o governo tenta colocar o Brasil “nos
eixos”, mas os “avanços são ignorados, e os malfeitores esquecidos”.

Questionado sobre o assunto em coletiva de imprensa pela manhã, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que  “não existe outro caminho possível” para o país que não a democracia.

“Eu penso diametralmente oposto. Só com a democracia é que nós podemos ter um país soberano, livre e capaz de produzir políticas sociais e políticas econômicas. É só com
democracia. Não há nenhum outro caminho possível no país. E eu estarei ao lado dos democratas e ao lado daqueles que vão lutar pela democracia”, declarou o tucano.

Leia mais:  Doria veta “ideologia de gênero” em livro didático e Bolsonaro quer regular tema

Carlos voltou hoje às redes sociais para se defender da polêmica criada por ele . Em seu novo post no Twitter, o parlamentar, que pediu licença temporária sem remuneração na Câmara do Rio, diz que foi mal interpretado. Ele argumenta que sua expressão quis dizer “por vias democráticas as coisas não mudam rapidamente”. E completou afirmando que isso “É um fato. Uma justificativa aos que cobram mudanças urgentes”. Logo em seguida, disse que os jornalistas espalham que ele defende a ditadura e os chamou de “canalhas”.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
publicidade

Nacional

“Adeus, mãe”: antes de bater carro em caminhão, ex manda filho gravar despedida

Publicado

source
Érica Kuasne e Gabriel arrow-options
Reprodução

Érica Kuasne e Gabriel

Pouco antes de bater o carro em uma carreta na tarde desta sexta-feira (14), Marco Antonio Alves, de 45 anos, mandou o filho, Matheus Gabriel Kuasne Oliveira, de 9 anos, gravar um vídeo e enviar para a mãe dele. “Adeus, mãe”, se despediu. 

 Erika Kuasne procurou a Polícia Militar em busca de ajuda, conforme disse ao jornal Folha de Londrina. Mas não deu tempo, pouco depois seria avisada de que o filho e o ex-marido morreram no grave acidente na PR-445, em Londrina, no norte do Paraná.

Inconformado com a separação do casal há 3 anos, Marco pegou o filho e, durante horas, enviou mensagens com ameaças. 

Acidente

O motorista do caminhão, José Pessoa, contou à RIC TV que o Chevrolet Corsa Classic invadiu a pista contrária e causou a colisão. Quando o Corpo de Bombeiros foi acionado, a criança ainda estava viva, mas quando chegaram, o coração de Matheus já não batia mais.  

Para policiais, Erika mostrou mensagens em que o filho se despede. “Adeus, mãe”, disse a criança, em poucos segundos.  “Minha decisão foi tomada, não volto atrás. Ia ser você, mas aqui vai doer mais para ti”, escreveu o homem uma hora antes do acidente, conforme Erika contou ao Folha de Londrina. 

Leia mais:  Sequestrador de ônibus na Ponte pesquisou ataque em Suzano antes do crime

Em uma postagem no Facebook, Érika desabafou. “Hoje o dia escureu pra mim… perdi meu bebê. Mas Deus sabe de todas as coisas. Amigos venho comunicar o falecimento do meu filho. Guardem o melhor dele”, escreveu. 


O corpo do Matheus Gabriel foi sepultado às 14h deste sábado no Cemitério São Pedro, em Londrina. 

Matheus Gabriel arrow-options
Reprodução/ Facebook

Matheus Gabriel, de 9 anos.


Matheus Gabriel e a mãe arrow-options
Reprodução/ Facebook

Gabriel e a mãe, Érika


Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Mega-Sena acumula de novo

Publicado

source
Sorteado R$ 100 milhões neste sábado arrow-options
iG São Paulo

Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis

A Caixa Econômica Federal sorteou, neste sábado (14), em São Paulo, as dezenas da Mega-Sena  para o concurso 2.188 no valor de R$105 milhões, mas ninguém levou a bolada. É o 12º sorteio que acumula.

 Mega teve as seguintes dezenas sorteadas:  02 – 17 – 21 – 28 – 51 – 60. 

O Dia de Sorte: 02 – 07 – 09 – 13 – 14 – 16 – 29. 

A Dupla Sena: 

Primeiro sorteio: 04 – 12 – 46 – 22 – 32 – 38;

Segundo sorteio: 09 – 24 – 37 – 38 – 43 – 46;

A Quina: 06 – 15 – 50 – 51 – 68.

Quem quiser fazer uma aposta, precisa desembolsar uma aposta mínima de R$ 3,50 em qualquer uma das 13 mil lotéricas espalhadas pelo País. Apostadores também podem entrar no sorteio pela internet.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Leia mais:  Sequestrador de ônibus na Ponte pesquisou ataque em Suzano antes do crime
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana