GUARANTÃ DO NORTE

Aeronave que caiu e matou empresário e filho em Guarantã do Norte não poderia voar à noite.

Publicado

A aeronave que caiu na noite da última segunda-feira (16), em Guarantã do Norte e matou o empresário Jair Demski e o seu filho, João Demski, não poderia realizar voos à noite. A informação consta do registro do RV-10, de prefixo PP-ZOJ. Uma equipe do Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI) segue para a cidade, no intuito de entender as causas da tragédia.

Em consulta à situação de aeronavegabilidade na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a reportagem identificou que a aeronave modelo RV-10 não estava homologada para voar à noite, só podendo operar em condições visuais durante o dia.

A situação de aeronavegabilidade estava normal e a aeronave não poderia realizar serviços de taxi aéreo, o que não era o caso, já que o voo era privado. O avião foi fabricado em 2016 e é considerado bastante novo. Ele estava em nome da empresa JADE-ENG. IND. E COM. DE EST. MET. LTDA, que pertencia ao empresário Jair Demski.

O aeroporto de Guarantã do Norte é homologado para pousos e decolagens visuais durante o dia. A superfície da pista é de cascalho.

Leia mais:  Juiz vê legítima defesa e absolve mulher que matou ex- marido em Novo Mundo

Ao Olhar Direto, o  Seripa VI, que é ligado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), informou que uma equipe segue nesta manhã para Guarantã do Norte, com o objetivo de entender as causas do acidente. Vale lembrar que estes trabalhos não tem o intuito de fazer responsabilização, mas apenas de evitar que novos casos ocorram na aviação.

Conforme as informações iniciais da Polícia Civil do município, o empresário e o filho estavam voltando de Sinop. A viagem foi tranquila até a chegada em Guarantã do Norte, onde o piloto solicitou que o irmão iluminasse a cabeceira da pista para que o pouso fosse realizado.

“Sem motivo aparente eles caíram. Não houve pedido de emergência, reclamação de alguma pane. A queda ocorreu a dois quilômetros da pista, já próximo do pouso. Por enquanto, não há dados que possam esclarecer o que ocorreu. Esta parte ficará sob o comando da aeronáutica”, disse um investigador do município .

Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, encontrou a aeronave em chamas e os corpos dos empresários do lado de fora. Eles foram lançados a aproximadamente 100 metros. Apesar de ter havido uma explosão, o combate ao fogo foi bastante rápido.

Leia mais:  Mulher gestante paga fiança do marido após o mesmo ser preso por agredi-la em Guarantã do Norte.

Fonte: Wesley Santiago – Olhar Direto

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Ex-moradora de Guarantã morre após colidir com duas carretas em Lucas do Rio Verde

Publicado

Lucimar de Jesus Arruda, 36 anos, colidiu o VW Gol, na lateral de dois caminhões que estavam estacionados, na via  lateral da MT-449, entrada do bairro Tessele Júnior acabou não resistindo e morrendo, ontem, por volta das 21h, no hospital.

“Ela precisou fazer uma cirurgia por que quebrou as costelas. Por volta das 12 horas começou a ter complicações e acabou falecendo”, explicou um familiar, ao Só Notícias.

O acidente ocorreu, ontem, por volta das 7h30. Lucimar foi socorrida e encaminhada pelos bombeiros ao hospital com algumas escoriações pelo corpo para atendimento médico. Ela estava sozinha no carro, que teve a parte da frente bastante danificada.

De acordo com informações da funerária São Judas Tadeu, o corpo dela será sepultado em Guarantã do Norte. O horário e a data ainda serão definidos pela família.

Lucimar de Jesus  tinha dois filhos gêmeos e uma menina, de 14 anos.

 

Só Notícias/Cleber Romero e Altair Anderli

Comentários Facebook
Leia mais:  Homem de 79 anos atropela duas pessoas de 15 e 83 anos, rampa quebra-molas e bate em mais dois veículos em Guarantã do Norte.
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Fogo destrói escritório de Lava Jato em Guarantã, a suspeita é que incêndio seja criminoso

Publicado

Por volta das 22 horas do último sábado (11), o Núcleo Bombeiro Militar de Guarantã do Norte foi informado que havia um incêndio no escritório de um lava jato as margens da Avenida Guarantã.

Ao chegarem ao local, as chamas já haviam se alastrado pelo escritório, o qual teve perda total. Um caminhão e um Jet Ski que estavam na garagem foram atingidos parcialmente pelo fogo, porém com danos mínimos.

Foram utilizados cerca de 4500 litros de água para conter o incêndio e evitar que os veículos e demais partes do lava jato fossem atingidos.

A Polícia Cívil e a Politec foram acionadas por suspeita de que o incêndio fora criminoso.

Comentários Facebook
Leia mais:  Assaltantes levam 8 mil reais de restaurante em Guarantã do Norte
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana