Nacional

Astronauta da Estação Espacial fotografa destruição pelo fogo na Amazônia

Publicado

Planeta

Queimadas Amazônia arrow-options
Reprodução/Twitter

O astronauta Luca Parmitano fotografou a destruição causada pelas queimadas na Amazônia.

O drama das queimadas amazônicas também é acompanhado por pessoas com visão privilegiada da Terra: os tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS, na abreviatura em inglês). A foto acima foi batida pelo astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA) Luca Parmitano em 24 de agosto, a 400 quilômetros acima da superfície terrestre. Ele tuitou as imagens, legendando-as: “A fumaça, visível por milhares de quilômetros, de dezenas de incêndios causados pelo homem na floresta amazônica ”.

Leia também: Trump declara apoio “total e irrestrito” e exalta “grande trabalho” de Bolsonaro

Enquanto os incêndios atingem a floresta tropical, ventos fortes carregam plumas de fumaça por milhares de quilômetros sobre a terra e o mar. Elas ajudaram a causar a escuridão na tarde de 19 de agosto em São Paulo, a cerca de 2.500 km de distância. Dados do Copernicus Atmosphere Monitoring System (CAMS) mostram que a fumaça chegou até a costa do Atlântico.

Os incêndios de fato são comuns durante a estação seca na região, que vai de julho a outubro. Mas este ano é diferente de qualquer outro. Os dados do satélite Copernicus Sentinel-3 ajudaram a detectar quase 4 mil incêndios somente em agosto de 2019. No ano passado, apenas 1.110 incêndios foram registrados no mesmo período. As chamas sem precedentes deste ano, quatro vezes o número normal, têm como origem provável o desmatamento legal e ilegal para fins agrícolas.

Leia mais:  Homem atira em amigo após descobrir troca de nudes com ex

Leia também: Brasil rejeita ajuda financeira do G7 para Amazônia

    Acredita-se que o aumento das temperaturas globais também torne a região mais suscetível ao fogo.

    Os incêndios desencadearam uma crise internacional, pela perda que um patrimônio natural como esse representaria em termos de oxigênio a menos na atmosfera (ali se produz cerca de 20% do oxigênio da Terra) e de biodiversidade, por exemplo. Em seu tuíte, o astronauta escreveu: “Não há Planeta B”.


    Comentários Facebook
    publicidade

    Nacional

    Homem anuncia assalto em supermercado, é ignorado e desiste da investida; veja

    Publicado

    source
    undefined arrow-options
    undefined

    undefined

    assalto arrow-options
    reprodução / Twitter

    O assaltante foi ignorado duas vezes após anunciar assalto em supermercado de Minas.

    Um supermercado localizado em São João Batista do Glória, no Sul de Minas , sofreu uma tentativa de assalto inusitada. O assaltante desistiu da investida após ser ignorado pelas pessoas que estavam no estabelecimento. O caso aconteceu na terça-feira (14) e viralizou nas redes sociais após imagens das câmeras de segurança serem divulgadas. 

    Leia também: Suspeito de assassinar menina Emanuelle é encontrado morto no presídio

    O momento da tentativa foi registrado por câmeras do circuito interno do mercado. O homem estava com um capacete quando anunciou o assalto , na intenção de não ser identificado pelas vítimas. Ele aparece na porta do estabelecimento e faz o anúncio, mas os funcionários e clientes do comércio parecem que não entendem o que está acontecendo.

    Um empacotador que estava no caixa e um cliente que bebia cerveja chegaram a olhar para o assaltante, mas seguiram as atividades sem espanto. O assaltante anunciou pela segunda vez o crime com um dos braços para trás, para simular que portava uma arma. Após ser ignorado na segunda tentativa, ele desiste de roubar o supermercado e vai embora sem levar nada. 

    Leia mais:  Vereadora é acusada de fraudar dados para filhas estudarem pelo Prouni

    Leia mais: No carnaval de São Paulo, mulheres pedem combate à violência de gênero

    Ao jornal Estado de Minas , o gerente do mercado, Jorge Batista, disse que apenas o empacotador reconheceu a tentativa de assalto. O funcionário chegou a comunicar ao gerente sobre a tentativa de assalto. Para entender o que aconteceu, as imagens capturadas pelas câmeras de segurança foram analisadas. 

    “Na hora tinha muito movimento. Acho que ele ficou com medo de entrar”, disse Batista. “Foi um ladrãozinho inexperiente , né? Achamos bom que não levou nada daqui, mas infelizmente ele saiu e assaltou outro supermercado aqui perto”, contou. A Polícia Militar da região está em busca do suspeito. 

    Comentários Facebook
    Continue lendo

    Nacional

    Dois depoimentos geram dúvida sobre assassinato de morador de rua em São Paulo

    Publicado

    source

    Agência Brasil

    morador de rua arrow-options
    Arquivo / José Cruz / Agência Brasil

    Morador de rua foi incinerado em São Paulo

    Dois depoimentos tomados pela Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo geraram dúvidas sobre a autoria do assassinato de Carlos Roberto Vieira da Silva, de 39 anos. Silva vivia nas ruas e morreu queimado no último dia 5 de janeiro. De acordo com a ouvidoria, um dos depoentes disse que o suspeito preso pela polícia – também morador de rua – tem dificuldade de locomoção e poderia correr como faz a pessoa que aparece nas imagens de câmeras de segurança utilizadas pelas autoridades para identificá-lo.

    Leia mais: Homem anuncia assalto em supermercado, é ignorado e desiste da investida; veja

    Uma moradora da Mooca, que conhece há mais de dois anos anos o morador de rua morto e o que está preso, afirmou que o que está na prisão, que é conhecido como Buiu, tem deficiência física, pés inchados e dificuldade para se locomover, disse, em entrevista, o ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Benedito Domingos Mariano. “Pelo que ela conhece do morador de rua, não é ele que está na imagem, correndo após ter ateado fogo {ao corpo de Silva]”, acrescentou o ouvidor. disse, em entrevista, o ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, Benedito Domingos Mariano.

    Leia mais:  Homem atira em amigo após descobrir troca de nudes com ex

    O segundo depoimento feito na ouvidoria traz a informação de que o autor do crime seria branco, magro e de barba, características diferentes das do suspeito preso, que é negro. “A pessoa coloca em declaração que, minutos antes, viu uma pessoa de preto parada próxima do morador de rua que foi morto, e que olhou para a pessoa, a pessoa também olhou para ele. E que a pessoa é branca, magra e de barba. Vendo as imagens depois do episódio, a pessoa declarante tem convicção de que se tratava da mesma pessoa que ateou fogo no morador de rua”, disse o ouvidor.

    De acordo com a ouvidoria, os dois depoimentos foram feitos espontaneamente, um na segunda-feira (13) e o outro, ontem (14). As declarações de ambos foram encaminhadas, em ofício, para o 18º Departamento de Polícia, que investiga o caso, e para o Ministério Público Estadual.

    Leia também: No carnaval de São Paulo, mulheres pedem combate à violência de gênero

    O morador de rua conhecido como Buiu está preso desde o último dia 8. Ele é acusado de atear fogo à vítima, que estava em situação de rua e dormia no momento do ataque, na noite de domingo (5). “Na minha visão, a investigação deve se aprofundar mais, está em aberto: são depoimentos importantes, que merecem uma análise detalhada da polícia judiciária”, ressaltou o ouvidor.

    Leia mais:  Atirador mata cinco pessoas, fere 21 e é abatido no Texas, diz polícia

    Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que os novos depoimentos serão checados. “O autor foi identificado, reconhecido por testemunhas , confessou o crime e teve o pedido de prisão temporária deferido pela Justiça. A autoridade policial está à disposição para ouvir as testemunhas que tiverem mais informações sobre o caso”, diz a nota da SSP.

    Comentários Facebook
    Continue lendo

    Envie sua denúncia

    Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
    Denuncie

    Polícia MT

    Mato Grosso

    Política MT

    Política Nacional

    Economia

    Mais Lidas da Semana