Mato Grosso

Clientes de Mato Grosso poderão pagar conta de energia via Pix

Publicado

Consumidores de 11 estados começarão a pagar contas de energia pelo Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC). A novidade vale para clientes das distribuidoras do grupo Energisa e foi desenvolvida em conjunto com o Banco do Brasil (BB).

O código QR (versão avançada do código de barras) será incluído nas faturas físicas. Bastará o consumidor abrir o aplicativo do seu banco, apontar a câmera do celular e fazer o pagamento.

Inicialmente, a novidade estará disponível apenas para clientes selecionados. Nos próximos três meses, o pagamento via Pix será expandido até atingir os 8 milhões de clientes das distribuidoras da Energisa. O grupo opera nos seguintes estados: Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Apesar de o Banco do Brasil ter desenvolvido a solução tecnológica, a ferramenta estará disponível para clientes de qualquer banco, mesmo os não bancarizados. Como o Pix funciona 24 horas por dia, o pagamento poderá ser liquidado imediatamente, inclusive em fins de semana e feriados.

Whatsapp

Desde novembro, os clientes do Banco do Brasil podem usar o Whatsapp para cadastrarem chaves Pix e fazerem pagamentos e recebimentos pelo sistema. No caso dos pagamentos, basta o correntista enviar a foto do código QR para o aplicativo de mensagens que o assistente virtual do BB lê a imagem e completa a transação.

Em dezembro, o BB e a Receita Federal iniciaram o pagamento de alguns tributos federais via Pix. A autarquia passou a inserir o código QR nos novos modelos de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf). Neste ano, a novidade deverá ser estendida aos pagamentos do Simples Nacional, regime próprio para micro e pequenas empresas.

Fonte: Agência Brasil – Foto: Marcello Casal Jr./AgBR

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Médico é preso acusado de estuprar sobrinhas por 5 anos em Marcelândia

Publicado

Um médico de 39 anos foi preso preventivamente, nesta sexta-feira (23), pela Polícia Civil acusado de ter estuprado duas sobrinhas, no município de Marcelândia (710 km de Cuiabá). A denúncia foi feita pela mãe das meninas, que percebeu o comportamento estranho das vítimas perto do tio.

De acordo com informações, a mãe das vítimas relatou aos policiais que morou na Bolívia por seis anos para cursar a universidade e, em parte do período, as filhas ficaram sob os cuidados do acusado e da esposa (tia das vítimas).

Quando a mãe voltou para o Brasil e passou a morar com as menores, percebeu um comportamento estranho de sua filha mais nova próxima ao tio.

Após muita insistência, a adolescente relatou para a mãe sobre os abusos. Ao saber do relato da irmã, a filha mais velha também contou que era abusada pelo tio. O crime teria ocorrido por 5 anos.

Após ouvir relatos, a mãe das meninas procurou a Polícia Civil e denunciou o médico.

Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso e o delegado responsável fez o pedido de prisão preventiva do acusado, que foi cumprido nesta sexta.

O caso segue sendo investigado.

Fonte: Reporter MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Policiais prometem greve em Mato Grosso se agentes da Segurança Pública não forem vacinados

Publicado

Todas as associações classistas que defendem os profissionais da Segurança Pública de Mato Grosso prometem paralisação dos serviços se o governador Mauro Mendes (DEM) não tomar providências quanto aos pontos, horários e data de quando será liberada a vacinação para os agentes no modo geral.

Em nota encaminhada à imprensa, os policiais civis do estado avisaram que a mobilização já começou. O presidente do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil (Sinpol-MT), Gláucio de Abreu Castañon, falou que se a fala do governador sobre vacinação não passar de politica, a atitude dos servidores será de greve geral.

“Chega de politicalha. Estamos cansados de promessa e de porcariada midiática na TV. O que nós queremos realmente é que os policiais  sejam vacinados. E, sinceramente, ou o governo cumpre e vacine os policiais ou nós teremos que parar tudo! A segurança pública tem que parar. Chega de ser bode expiatório. Chega de estarmos aí trabalhando  (…) como  gado indo para o matadouro”, desabafou Castañon.

Os policiais, civis, militares e penais, já chegaram a fazer uma carreata pelas ruas de Cuiabá, com destino ao Palácio Paiaguás, cobrando a vacinação dos agentes. O governador Mauro Mendes declarou recentemente que concorda com a priorização da categoria na vacinação.

Na tarde de quarta-feira (1), ao anunciar a compra de 1,2 milhão de doses de vacina, o governador também confirmou que os agentes da Segurança Pública estão entre os que vão receber a vacina. O primeiro lote deve chegar em 20 de abril.

Fonte: Olhar Direto

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana