Nacional

Corrida espacial: fabricante alemã OHB que concorrer com a Space X, de Elon Musk

Publicado

Satélite arrow-options
Divulgação/OHB

Após auxiliar no projeto ‘Galileo’, OHB quer lançar espaçonaves próprias

A fabricante de satélites alemã OHB vai desenvolver foguetes espaciais e rivalizar com a SpaceX, de Elon Musk, na nova corrida espacial. O presidente da empresa informou nesta terça-feira (27) que o primeiro lançamento está programado para o fim de 2021.

Leia também: Com Amazon e Tesla, ‘nova corrida espacial’ é privada e persegue outras metas

A empresa tem uma equipe de 35 funcionários trabalhando em Augsburg, no Sul da Alemanha, para desenvolver um mini projétil com uma abordagem de baixo custo, disse Fuchs. Segundo ele, os principais componentes do foguete já foram desenvolvidos e testados.

“Construir nosso próprio foguete é um passo natural para a OHB. Vamos nos tornar nosso próprio cliente e lançar nossos próprios satélites”, disse Fuchs em entrevista na sede da empresa em Bremen, Alemanha, ao ser questionado sobre a participação na corrida espacial encabeçada pela SpaceX.

A OHB , que tem ações em Bolsa mas opera sob controle familiar, ficou conhecida como fabricante de satélites, incluindo módulos para o sistema europeu de navegação Galileo , além de modelos para telecomunicações e observação da Terra, um mercado que, segundo Fuchs, tem boas perspectivas de crescimento.

A estreia na fabricação de foguetes ajudaria a OHB a se tornar menos dependente de grandes empresas que hoje dominam o setor.

“O ambiente é convidativo para novas start-ups nesta área, com cerca de 100 iniciativas para novos lançadores de foguete ocorrendo neste momento. No passado, as pessoas acreditavam que só a Nasa poderia lançar foguetes. Mas a ciência desmistificou isso”, disse Fuchs.

Atualmente, os satélites da OHB são lançados por outras empresas, como a Arianespace e a própria SpaceX , de Musk .

Leia também: “Um grande salto para a humanidade”: 50 anos do dia em que o homem pisou na Lua

A SpaceX bateu um recorde em 2018, com 21 decolagens para clientes e é especializada em foguetes reutilizáveis que são recuperados após o retorno à Terra.

A OHB não comentou sobre possíveis locais de decolagem para seu próprio foguete. Embora a Arianespace use a base espacial Kourou na Guiana Francesa, existem locais possíveis para exploração nas ilhas portuguesas dos Açores, bem como na Escócia, na Suécia e na Noruega.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Jiboia é encontrada por funcionários em prédio da UFRJ; assista

Publicado

Homem recolhendo cobra na UFRJ arrow-options
Reprodução

Animal foi removido na tarde desta segunda (4)

Uma jiboia foi encontrada e retirada de uma das unidades da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) nesta segunda-feira (4), na Ilha do Fundão. Segundo informações divulgadas pela Associação de Docentes da UFRJ, a AdUFRJ, a cobra foi encontrada por volta de 12h por funcionários que faziam a limpeza do bloco A do Centro de Tecnologia (CT).

A Associação informou ainda que a Brigada de Incêndio da Coppe foi acionada para remover o animal com segurança. Mesmo atraindo uma grande quantidade de alunos, professores e funcionários, muitos que frequentam o campus da universidade relatam que não é a primeira vez que um animal aparece por ali. Segundo o aluno Huang Ken Wei, mestrando no Programa de Planejamento Energético da Coppe, outros animais também costumam aparecer no local.

Leia também: Mulher é encontrada morta com cobra no pescoço em ‘casa de répteis’

“Já vi cavalos e muitas aranhas enormes. Ali no subsolo do CT tem muita coisa. É provável que se vasculharem ali, os funcionários vão achar outros animais. Os alunos dizem que tem até jacaré no mangue!”

Já o aluno Matheus Soliz, que cursa Letras na UFRJ, conta que nunca viu algum tipo de animal silvestre no campus, mas que o aparecimento da cobra na universidade deixou um clima de insegurança entre os alunos.

Leia também: Briga entre vespa e cobra-coral por corpo de outra cobra viraliza; assista

“Nunca vi nenhum tipo de animal potencialmente perigoso no campus. Mas a história da jiboia me deixa um pouco inseguro. Se é possível aparecer no CT, o prédio com a melhor infraestrutura da UFRJ e cheio de recursos, pode muito bem aparecer no meu prédio, a Letras, que tem uma infraestrutura que deixa muito a desejar”, lamentou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Polícia prende mais um suspeito de participar do assalto de Viracopos

Publicado

Assalto em Viracopos arrow-options
Redes sociais / Reprodução

Suspeito de participar do assalto foi preso em Caruaru.

A polícia prendeu no domingo mais um suspeito de participar do assalto a um carro forte no aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. O homem, não-identificado, de 34 anos, foi detido nas proximidades da Feira da Sulanca, em Caruaru (PE). Com ele foram apreendidos cerca de R$ 300 mil em espécie. Segundo a Polícia Federal, o preso também é suspeito de participar de assaltos a bancos e transportadoras de São Paulo.

Leia também: Polícia prende três suspeitos de participar do roubo ao Aeroporto de Viracopos

A PF também prendeu outro homem. A suspeita é de que eles estavam planejando praticar algum roubo no Agreste pernambucano.

O assalto em Viracopos ocorreu no dia 17 de outubro e terminou com três pessoas mortas e quatro baleadas. Pelo menos seis bandidos fortemente armados invadiram o portão E24 do terminal em caminhonetes semelhantes às da Aeronáutica. O bando conseguiu entrar e fugir com dois malotes de dinheiro. Mais de dez membros da quadrilha esperavam do lado de fora.

Após bloqueio de rodovias e troca de tiros com policiais, todo o dinheiro roubado foi recuperado. Um dos criminosos chegou a invadir uma casa no bairro Vida Nova e fazer dois reféns.

Leia também: Criança de 2 anos joga carro dentro de piscina no interior de São Paulo

Mais de 20 malotes com valores em espécie, avaliados em R$ 13 milhões, estavam na mira do bando. Na hora do roubo , eram escoltados pela transportadora de valores Brink’s.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana