Esportes

CR7 faz quatro e Portugal atropela Lituânia pelas eliminatórias da Eurocopa

Publicado

Lance

Cristiano Ronaldo arrow-options
Reprodução

Cristiano Ronaldo

Mais um show de Cristiano Ronaldo com a camisa de Portugal. Nesta terça-feira, o camisa 7 não teve pena da Lituânia, e com quatro gols, contribuiu para a vitória para a seleção portuguesa por 5 a 1, em jogo válido pela sexta rodada do Grupo C das Eliminatórias para a Eurocopa 2020. William Carvalho completou o massacre, e Andriuskevicius descontou para os lituanos.

Leia também: Garoto fumante visto em estádio é adulto de 36 anos, afirma site

FATAL

O jogo começou com um roteiro até que previsível. Mais time, Portugal começou em cima da Lituânia, e conseguiu sair na frente do placar aos sete minutos, quando João Félix tentou cruzamento e o zagueiro bloqueou com o braço, dentro da área. Na cobrança, Cristiano Ronaldo deslocou o goleiro e abriu o placar.

TUDO IGUAL

Para a surpresa de Portugal, a Lituânia conseguiu aproveitar a única chance de marcar que teve na primeira etapa de partida. Em escanteio cobrado por Kuklys, Andriuskevicius subiu bonito e testou para o gol, sem chances para Rui Patrício.

Leia mais:  Santos derrota Chapecoense fora de casa e dorme na liderança do Brasileirão

QUE ISSO, GOLEIRÃO?

Já no segundo tempo, Cristiano Ronaldo voltou com tudo e colocou Portugal novamente em vantagem, mas com uma contribuição gigantesca do goleiro lituano. Em chute fraco de fora da área, o goleiro Setkus tentou defender, mas por conta do efeito, a bola rebateu e morreu lentamente nas redes. Segundo a Uefa, gol de CR7 .

HAT-TRICK

Com a vantagem no placar, Portugal seguiu em cima da Lituânia e Cristiano Ronaldo marcou mais uma vez. Após cruzamento de Bernardo Silva pela ponta direita, o camisa 7 saiu na frente do goleiro e com um toque empurrou para as redes.

POKER

Não satisfeito com os três gols, Cristiano Ronaldo fez questão de marcar mais um gol para transformar a vitória em goleada. Em ataque rápido, com a defesa lituana aberta, Bernardo Silva rolou para CR7, que finalizou com categoria no contrapé do goleiro e marcou o seu quarto gol na partida, e o quarto de Portugal. No fim, William Carvalho ainda teve tempo de marcar o quinto e fechar a goleada.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Coluna – – Microsoft muda regra do jogo na próxima geração de games

Publicado

A próxima geração de videogames deve começar diferente. Isto porque o executivo Matt Booty, chefe da Microsoft Studios, revelou que o Xbox Series X, com lançamento previsto para o fim de 2020, não vai contar com jogos exclusivos por um ou dois anos. Uma estratégia inovadora nesse mercado, em especial nos últimos 40 anos.

Tradicionalmente, os lançamentos de novos aparelhos de videogame são marcados por uma linha de títulos exclusivos que que justifique os consumidores a decidir pela compra. Muitos jogos cumpriram muito bem esse papel, como Super Mario 64. Este game apresentou ao mundo o gênero de plataforma 3D e a relevância das alavancas analógicas – introduzidas no controle do Nintendo 64 –  que hoje se tornaram padrão na indústria.

Outro exemplo é o Ridge Racer para o primeiro PlayStation, um dos primeiros títulos de corrida 3D para consoles, que simplesmente não cabia nos cartuchos da concorrência na época, apenas nos CDs do console da Sony.

A própria Microsoft se beneficiou de uma linha de títulos exclusivos no passado. Quando o primeiro Xbox surgiu, em 2001, existia uma certa desconfiança da indústria se a empresa norte-americana teria êxito em um mercado dominado por fabricantes japonesas. Mas foi justamente este olhar ocidental que fez a diferença. A Microsoft inovou ao investir prioritariamente em jogos de esporte, corrida e tiro, gêneros mais populares no continente americano e europeu.  Halo: Combat Evolved, em especial, se tornou um sucesso e referência da marca.

 O Xbox Series X vai sim ganhar um novo game da franquia: Halo Infinite. Porém, este e outros títulos, como o já anunciado Hellblade 2, também serão disponibilizados para o atual videogame da companhia, o Xbox One, e computadores.

Leia mais:  Santos derrota Chapecoense fora de casa e dorme na liderança do Brasileirão

A ideia é seguir algo já comum no mercado de tecnologia, como no mercado de venda de smartphones, com lançamentos de hardware cada vez mais frequentes, e faixas de preço e propósitos semelhantes, mas distintos.  Afinal, você já ouviu falar em filme ou série de TV que não possa ser assistida nas TVs mais modestas? Ou um jogo para celular que só funcione nos aparelhos mais caros disponíveis atualmente?

O que a Microsoft quer, portanto, é focar em conteúdo que possa ser usufruído nos aparelhos já disponíveis nas casas dos consumidores, enquanto amplia as vendas do novo videogame. Para incentivar o upgrade, a empresa pretende realçar os atributos do Xbox Series X, como imagens em alta resolução e o fim das telas de carregamento. Além disto, o videogame vai ser retrocompatível com toda a biblioteca disponível hoje e futuramente no Xbox One, incluindo algumas centenas de games do Xbox 360 e do Xbox original.

Outra grande aposta é o Xbox Game Pass, serviço de assinatura que permite ao usuário baixar e experimentar centenas de games sem qualquer custo adicional. O modelo tem se provado um sucesso de crítica e público: segundo dados da própria Microsoft, assinantes da plataforma jogam 40% mais games que não-assinantes. Futuramente, a Microsoft quer adotar o game por streaming, sistema que não exige downloads prévios e tem como propósito oferecer exatamente a mesma experiência em qualquer aparelho, de smartphones a videogames ultramodernos.

Ainda há incertezas de como o mercado vai reagir. A Sony já garantiu que o PlayStation 5 terá games exclusivos. A expectativa é de que a empresa japonesa anuncie nos próximos meses mais informações sobre o console. Por enquanto, a única novidade, além do nome e logo do console, é que a fabricante vai mais uma vez se ausentar este ano da E3, maior feira de games do mundo e tradicional palco de anúncios do setor, que nos últimos anos tem perdido relevância por conta da internet.

Leia mais:  Copa São Paulo: Internacional, Athletico e Corinthians avançam

A Microsoft, por outro lado, vai aproveitar a E3 2020 para divulgar todos os detalhes que ainda faltam sobre o Xbox Series X, como linha de jogos de lançamento e preço. Fica a torcida para que a Microsoft não repita o fracasso do anúncio do Xbox One feito em 2013. Na ocasião a empresa apresentou poucos games e priorizou a oferta de conteúdo de TV e cinema no console. Sem falar na obrigatoriedade de o jogador precisar estar o tempo todo online, e a incompatibilidade do aparelho com jogos usados. Esses dois aspectos foram abandonados muito antes do lançamento depois da enxurrada de críticas.

Tal antimarketing manchou a imagem do Xbox One, que hoje conta com uma base instalada muito inferior aos concorrentes PlayStation 4 e Switch. A falta de títulos exclusivos na plataforma é um dos motivos para muitos investirem nos consoles da concorrência, ou mesmo em games para computador.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Justiça interdita instalações olímpicas do Rio de Janeiro

Publicado

A Justiça Federal determinou a interdição de instalações olímpicas do Rio de Janeiro, até que sejam fornecidos o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o habite-se da prefeitura. A decisão é do juiz Eugenio Rosa de Araújo, da 17ª Vara Federal do Rio, a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Entre as instalações interditadas estão o Parque Olímpico da Barra da Tijuca, que foi o principal polo esportivo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e que ainda recebe eventos culturais e esportivos.

O MPF defende que as instalações não podem ser usadas em razão da ausência de licenças que atestam requisito de segurança dos locais.

A prefeitura do Rio de Janeiro recorrerá da decisão da Justiça. Já o Corpo de Bombeiros informou que ainda não foi notificado da decisão, mas que mantém a postura de acatar quaisquer decisões da Justiça.

Segundo os bombeiros, os equipamentos estão com a documentação válida. “Trata-se do Documento de Autorização Temporária de Funcionamento (DATF) –  previsto no Decreto 45.970/17 – que permite a utilização dos espaços, além de regular lotação e demais exigências previstas na legislação de segurança contra incêndio e pânico”, diz a nota do Corpo de Bombeiros.

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Leia mais:  Fluminense perde volante Allan e Caio Henrique pode ir para o Grêmio
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana