GUARANTÃ DO NORTE

Decreto manda fechar comércios em Guarantã do Norte para conter pandemia de coronavírus

Publicado

Novo decreto publicado pelo prefeito de Guarantã do Norte, nesta segunda-feira(23), determina o fechamento de todo o comércio para evitar o avanço do coronavírus no município. A exceção fica por conta de supermercados, clínicas e hospitais públicos e privados, postos de combustíveis com exceção as conveniências, farmácias, mercearias, açougues e padarias, vedado em qualquer caso, o consumo dentro do estabelecimento.

Os estabelecimentos que prestem serviços considerados essenciais por este Decreto deverão adotar as seguintes medidas:

I – disponibilizar na entrada do estabelecimento e em outros
lugares estratégicos de fácil acesso, álcool em gel ou outro produto indicado pela OMS, para utilização de funcionários e clientes;
II – higienizar, quando do início das atividades e após cada uso, durante o período de funcionamento, as superfícies de toque (carrinhos, cestos, cadeiras, maçanetas, corrimão, mesas e bancadas), preferencialmente com álcool em gel ou outro produto indicado pela OMS;
III – higienizar quando do início das atividades e durante o período de funcionamento, com intervalo máximo de 03 (três) horas, os pisos e banheiros, preferencialmente com água sanitária;
IV – manter locais de circulação e áreas comuns com os sistemas de ar condicionados limpos (filtros e dutos) e, obrigatoriamente, manter pelo menos uma janela externa aberta ou qualquer outra abertura, contribuindo para a renovação de ar;
V – manter disponível kit completo de higiene de mãos nos sanitário de clientes e funcionários;
VI – fazer a utilização, se necessário, do uso de senhas ou outro sistema eficaz, a fim de evitar a aglomeração de pessoas dentro ou fora do estabelecimento.

VII – determinar, em caso de fila de espera, que seja mantida distância mínima de 02 (dois) metros entre as pessoas.

Os estabelecimentos que prestem serviços considerados essenciais pelo Decreto deverão elaborar no prazo de 48 (quarenta e oito) horas o “Plano de Contingencia” e submeter a aprovação da Vigilância em Saúde do município de Guarantã do Norte/MT.

Fica proibido a partir de agora, a concentração/aglomeração e a permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praças, pistas de caminhada, academias ao ar livre, quadras e campos, em todo o território do município de Guarantã do Norte/MT.

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Bombeiros não localizam homem desaparecido na região do Teles Pires em Carlinda e encerram buscas

Publicado

Após três dias terrestres e aquáticas, o Corpo de Bombeiros encerrou as buscas pelo homem desparecido na região do rio Teles Pires, linha 13, comunidade Terra Prometida em Carlinda (30 quilometros de Alta Floresta).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a ocorrência de desaparecimento foi registrada por familiares no dia 03 de agosto, sendo que a última vez em que José Rogério Fernandes, 39 anos foi visto, foi no dia 28 de julho.

“Tendo em vista que foram exauridas todas as possibilidades de buscas na região, não restando mais lugares para procurar, a família optou por encerrar as buscas por falta de novas pistas de onde ele poderia estar”, disse Tenente Lucas, do Corpo de Bombeiros de Alta Floresta.

José estava residindo sozinho em um acampamento improvisado na beira do rio Teles Pires, havia dito a terceiros que não estava bem de saúde e que iria sair do local, depois disso, não foi mais encontrado.

No local onde estava foram localizadas roupas, documentos e outros pertences pessoais.

Fonte: Redação Notícia Exata – Foto: Divulgação

Comentários Facebook
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Guarantã do Norte volta a demitir mais funcionários e setor de serviços lidera

Publicado

O município de Guarantã do Norte voltou a fechar mais vagas de empregos, em junho. As empresas e indústrias foram impactadas pela crise da Covid, que causou redução das atividades e acabaram encerrando 44 postos de trabalho a mais, resultado de 174 desligamentos e 130 admissões de funcionários. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério da Economia.

Em maio, o resultado foi  positivo com 53 pessoas contratadas a mais. No entanto, no saldo geral de janeiro até junho o município já fechou 223 vagas de empregos, resultado de 1,001 admissões e 1.224 desligamentos.

Em junho, o setor de serviços foi o mais impactado pela pandemia ao fechar 25 vagas a mais, resultado de 62 desligamentos e 37 admissões. O comércio também dispensou 11 a mais e a indústria 8. Apenas a agropecuária e construção civil geraram uma vaga cada.

Redação Só Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana