Tecnologia

Estudo revela o que acontece se um drone cair na sua cabeça

Publicado

Olhar Digital

drone arrow-options
Divulgação/University of Witchita

Estudo revela o que acontece se um drone cair na sua cabeça

Uma pesquisa conduzida pela Universidade do Alabama (ASSURE), Hunstville e a Universidade Estadual do Mississipi, Instituto Nacional de Pesquisa em Aviação da Universidade Estadual de Wichita e vários outros, analisou quais possíveis ferimentos decorrentes de colisões entre pequenos sistemas de aeronaves não tripulados, também popularmente conhecidos por drones, e pessoas.

O Estudo Fase II de Colisão de Terra da Assure, como foi chamado, analisou possíveis ferimentos que as pessoas sofreriam caso drones chocassem contra a cabeça das pessoas, mas não só, os pesquisadores queriam desenvolver uma metodologia de testes de segurança e fazer recomendações à FAA (Administração de Aviação Federal norte-americana) para a elaboração de regras. O presente estudo abrangente é o único baseado em ciências do gênero no mundo.

Leia também: Novo iPhone terá três câmeras e será lançado em setembro, diz site

Perigos de uma colisão

A Assure descobriu que os drones menores, em geral fabricados com plástico, são flexíveis e bastante possuem muita elasticidade. Segundo o pesquisador da Universidade David Arterburn, ao contrário do senso comum, eles tendem a absorver uma quantidade significativa da energia de impacto. “Um equívoco comum é que todo drone é uma rocha, então quando ele atinge você, vai te machucar como uma rocha; tanto a construção quanto a energia têm um papel na definição do potencial de ferimentos”, desmistificou Arterburn.

No total, foram 512 testes de impacto e simulações utilizando 16 veículos diferentes, incluindo drones populares (Phantom da DJI e o Mavic Pro) e vários objetos e cargas úteis, como baterias e blocos de madeira (em média pesando de 300 gramas a 6 kg). Todos os testes de impacto antropomórfico e simplificado de cabeça e pescoço foram realizados, assim como testes de impacto com substituto cadáver.

A razão pela qual os vídeos do estudo se parecem com testes de colisões de automóveis é explicado, um dos objetivos da Assure é adaptar a metodologia comprovada ao voo comercial de drones. Em conjunto como as recomendações feitas à FAA, a organização também está buscando padrões globais de segurança.

Os ferimentos mais comuns foram lacerações, cortes e contusões. Arteburn disse que a ciência inexata das concussões impediu uma avaliação mais precisa do risco desse tipo de lesão. Houve apenas um incidente de lesões oculares graves, embora Assure reconheça que as lâminas rotativas em drones quad-copter onipresentes levarão a lesões oculares. Entre suas recomendações para a FAA, estão os protetores de rotor/lâmina para esses drones e o desenvolvimento de procedimentos de mitigação médica.

No geral, os resultados mostram que as fatalidades exigiram um grande impacto. Um tamanho de amostra maior do mundo real pode mudar a equação, mas as indicações são de que a morte acidental por drone deve ser bastante rara. O mais perigoso era ser atingido pelo veículo entre os braços do rotor, com o impacto contundente do corpo do drone causando o dano. Drones tendem a cair quando o controle é perdido e ser atingido por um drone de cabeça para baixo causou mais danos também.

A conclusao é que a orientação é importante, juntamente com a velocidade e o peso, o que ajudará a ilustrar as regras para drones sobrevoando multidões de pessoas – uma necessidade absoluta se a indústria de drones de consumo tiver alguma esperança de crescimento.

Mudanças no mercado de drones

Não é apenas o público que é curioso sobre a gravidade das colisões entre drones e humanos. Fabricantes de drones também estão bastante interessadas na questão. “As empresas estão realmente respondendo ao fato de que agora têm padrões claros e metodologia para testes que podem levar a mudanças de projeto que podem ser feitas para melhorar a segurança de seus produtos para o público”, explica Arterburn.

Com a popularidade das entregas realizadas por drones em ambientes urbanos e suburbanos, a indústria e as regras que regem esses veículos não tripulados afetarão diretamente às empresas. As informações obtidas no relatório da Assure já afetam diretamente o design de pequenos drones. Até recentemente, velocidade e carga eram os principais ‘ditadores’ do design – agora, a segurança parece estar tomando primazia.

Regulamentos que regem o tipo de cargas, pesos e configurações que os drones de entrega podem carregar parecem muito prováveis. O uso potencial de pára-quedas de drones pode reduzir o risco, mas muito mais testes em condições menos controladas serão necessários.

Leia também: Samsung deve lançar celular com bateria que carrega em menos de 30 minutos

Uma das principais descobertas dos testes do estudo foi que as cargas úteis dos drones tendem a ter uma construção mais rígida e mais massa, aumentando o potencial da lesão.

Via: Popular Mechanics

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

TikTok lança seu primeiro celular; confira as especificações

Publicado

Olhar Digital

celular tiktok arrow-options
Divulgação

TikTok entra de vez para o mercado de smartphones


O TikTok , da ByteDance, é um aplicativo que permite gravar e publicar vídeo curtos, de até 60 segundos. Ele virou febre pois permite dublar músicas conhecidas e fazer coreografias de dança. Após ter anunciado que entraria para a indústria dos smartphones , a empresa lançou seu primeiro celular

Apesar de não ter nenhuma versão anterior, o aparelhor se chama  Smartisan Jianguo Pro 3 , e conta com boas especificações. Ele possui o chipset mais poderoso da Qualcomm , o Snapdragon 855 Plus, juntamente com 12 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento interno. O smartphone também estará disponível na versão de 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, que custará um pouco menos que a versão original.

Leia também: Conheça o TikTok, aplicativo que bateu o WhatsApp em número de downloads

Com uma tela de FHD+ AMOLED de 6,39 polegadas com resolução de 1080 X 2340 pixels, o Smartisan Jianguo Pro 3 possui uma configuração de câmera quádrupla na traseria e um sensor de imagem na parde da frente, para selfies. Na parte traseira, ele também conta com um sensor Sony IMX586 de 48 MP primário, lente grande angular secundária de 13 MP, lente telefoto de 8 MP e lente macro de 5 MP. Os amantes das selfies ficarão felizes em saber que o aparelho da TikTok possui uma câmera frontal de 20 MP. 

É de se imaginar que a duração do celular seja ótima, já que é alimentada por uma bateria de 4000 mAh, com suporte para carregamento rápido de 18 W. O modelo tradicional do aparelho, com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno, vai custar U$ 410, aproximadamente R$ 1,600.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Facebook cria nova logo para unificar os produtos da empresa

Publicado

facebook arrow-options
Divulgação/Facebook

Nova logo do Facebook abandona a cor azul e tem letras maiúsculas

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (04), uma nova logo para a marca . A nova identidade visual da empresa traz letras maiúsculas e não tem uma cor fixa, abandonando o azul utilizado pelo aplicativo do Facebook

Leia também: Facebook é condenado a pagar multa por escândalo da Cambridge Analytica

Segundo a empresa, o principal objetivo é justamente se distanciar um pouco da rede social em si. “O Facebook começou como um único aplicativo. Agora, 15 anos depois, oferecemos um conjunto de produtos. Este é o próximo passo em nosso esforço para esclarecer os produtos e serviços do Facebook. A nova marca da empresa foi projetada para nos ajudar a representar melhor a diversidade de produtos que construímos, estabelecer distinção do aplicativo do Facebook e comunicar nosso objetivo no mundo”, explicou o anúncio publicado pelo Facebook. 

facebook arrow-options
Divulgação/Facebook

O Facebook quer distanciar a identidade visual da companhia daquela estabelecida pelo aplicativo


Feito pelo Facebook

Agora, a nova logo do Facebook estará presente em todos os produtos da marca, o que inclui o aplicativo do Facebook, o WhatsApp e o Instagram , além de alguns hardware , como os óculos de realidade virtual da empresa. 

Segundo a empresa, o processo de desenvolvimento da nova identidade visual foi feito justamente pensando nisso, e designers de diversos times da empresa foram consultados para garantir que a nova logomarca pudesse ser utilizada em todos os produtos do Facebook. 

Leia também: Facebook cria seção de notícias e pagará para veículos divulgarem conteúdo

É por isso também que o novo desenho que representa a empresa não tem cor fixa, já que ele irá se adaptar de acordo com o produto . No WhatsApp, por exemplo, é esperado que ele assuma a cor verde, enquanto no Instagram a logo deve ser colorida. “Em vez de a empresa possuir uma única cor, projetamos a marca para responder ao seu contexto e ambiente. Esse sistema permite que o wordmark assuma a cor de nossas marcas individuais, criando um relacionamento mais claro entre a empresa e os produtos que construímos”, explica o Facebook. 

Além do novo desenho de letras, o Facebook assumiu também a sigla FB , que será utilizada em espaços menores. Segundo a empresa, “o FB já está associado ao Facebook, é o símbolo de cotações da empresa e é usado em domínios e endereços de email de funcionários”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana