GUARANTÃ DO NORTE

Justiça decreta prescrição de ação contra acusado de envolvimento em acidente com 3 mortes entre Guarantã e Novo Mundo

Publicado

A Justiça decretou a extinção da punibilidade do motorista acusado de envolvimento no acidente que resultou nas mortes de Cassiene Aparecida Barcelos, 34 anos, Francisleide Pereira Campos de Oliveira, 32, e Gabrieli Birtche Maldaner, 10 anos. As vítimas morreram em um acidente de trânsito ocorrido em dezembro de 2007, na rodovia MT-419, que liga Guarantã do Norte a Novo Mundo.

O acusado estava em uma caminhonete Mitsubishi L200, que se envolveu na colisão com VW Santana, onde estavam as três vítimas e uma jovem de 18 anos, que acabou sobrevivendo ao acidente. De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o suspeito, na época com 19 anos, passou a tarde em uma lanchonete de Novo Mundo ingerindo bebida alcóolica com o irmão. Posteriormente, quando seguia para Guarantã, teria invadido a pista contrária e atingido a caminhonete.

“O fato de o indiciado adentrar em uma rodovia, após o uso de bebida alcoólica que, sabidamente, diminui os reflexos do motorista, aliado à excessiva velocidade empreendida na caminhonete conduzida por ele, demonstram, por si só, que assumiu o risco de vir a causar um acidente automobilístico com vítima fatal, tanto que se manteve firme nessa postura arriscada até o momento no qual colidiu com o veículo das vítimas, ceifando a vida de três delas”, destacou o Ministério Público.

Leia mais:  Justiça bloqueia bens de vereador e ex secretário por fraude em concurso público em Guarantã do Norte

O suspeito foi denunciado por três homicídios e uma tentativa de homicídio e, desta forma, poderia ir a júri popular. No entanto, o Tribunal de Justiça desclassificou os delitos para homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo automotor por três vezes, crime previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Também respondia por lesão corporal culposa, também previsto no CTB.

Após a decisão, a Justiça de Guarantã do Norte decretou a extinção da punibilidade do suspeito em relação aos crimes, entendendo que houve prescrição. “O crime previsto no art. 302 do CTB (homicídio culposo), com pena entre dois e quatro anos de detenção, prescreve em oito anos. Já o delito previsto no art. 303 do CTB (lesão corporal) com pena entre seis meses a dois anos de detenção, prescreve em quatro anos. Ocorre que o réu era menor de 21 anos à época dos fatos, pelo que referidos prazos caem pela metade, é dizer, para quatro e dois anos, respectivamente. Desta forma, verifico que decorreram mais de seis anos do recebimento da denúncia até a data da sentença de pronúncia, sem que qualquer outra causa de interrupção ou suspensão da prescrição operasse”, consta na decisão.

Leia mais:  Juiz vê legítima defesa e absolve mulher que matou ex- marido em Novo Mundo

Cassiene era tabeliã do cartório de Guarantã e foi sepultada em Minas Gerais. Francisleide Pereira trabalhava como funcionária da promotoria e foi sepultada em Guarantã, assim como Gabrieli.

Só Notícias/Herbert de Souza

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Ex-moradora de Guarantã morre após colidir com duas carretas em Lucas do Rio Verde

Publicado

Lucimar de Jesus Arruda, 36 anos, colidiu o VW Gol, na lateral de dois caminhões que estavam estacionados, na via  lateral da MT-449, entrada do bairro Tessele Júnior acabou não resistindo e morrendo, ontem, por volta das 21h, no hospital.

“Ela precisou fazer uma cirurgia por que quebrou as costelas. Por volta das 12 horas começou a ter complicações e acabou falecendo”, explicou um familiar, ao Só Notícias.

O acidente ocorreu, ontem, por volta das 7h30. Lucimar foi socorrida e encaminhada pelos bombeiros ao hospital com algumas escoriações pelo corpo para atendimento médico. Ela estava sozinha no carro, que teve a parte da frente bastante danificada.

De acordo com informações da funerária São Judas Tadeu, o corpo dela será sepultado em Guarantã do Norte. O horário e a data ainda serão definidos pela família.

Lucimar de Jesus  tinha dois filhos gêmeos e uma menina, de 14 anos.

 

Só Notícias/Cleber Romero e Altair Anderli

Comentários Facebook
Leia mais:  Juiz vê legítima defesa e absolve mulher que matou ex- marido em Novo Mundo
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Fogo destrói escritório de Lava Jato em Guarantã, a suspeita é que incêndio seja criminoso

Publicado

Por volta das 22 horas do último sábado (11), o Núcleo Bombeiro Militar de Guarantã do Norte foi informado que havia um incêndio no escritório de um lava jato as margens da Avenida Guarantã.

Ao chegarem ao local, as chamas já haviam se alastrado pelo escritório, o qual teve perda total. Um caminhão e um Jet Ski que estavam na garagem foram atingidos parcialmente pelo fogo, porém com danos mínimos.

Foram utilizados cerca de 4500 litros de água para conter o incêndio e evitar que os veículos e demais partes do lava jato fossem atingidos.

A Polícia Cívil e a Politec foram acionadas por suspeita de que o incêndio fora criminoso.

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Militar prende dois homens por furto a residência em Guarantã do Norte.
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana