GUARANTÃ DO NORTE

Justiça suspende licitação milionária da Prefeitura de Guarantã do Norte por superfaturamento

Publicado

Noticiamos em 08/09 (veja aqui), que o Ministério Público havia aberto investigação de superfaturamento em uma licitação efetuada pela gestão de Érico Stevan Gonçalves – DEM, prefeito de Guarantã do Norte-MT.
A licitação foi feita em julho/2020, e os contratos de aproximadamente R$ 1,2 milhão visavam fornecer ao município, pedra brita e pó de pedra para obras de pavimentação asfáltica.
Defensores do prefeito e o vereador Zilmar Assis de Lima – DEM, da base do prefeito vieram à público, após a publicação de OTERRITÓRIO, e disseram que não tinha nada de irregular na licitação e que a denúncia não iria prosperar.
Porém, ainda na terça-feira, o Juiz titular da Vara Única de Guarantã do Norte, determinou liminarmente a suspensão da licitação milionária.
A Ação Popular foi protocolada em 24/08 por uma organização anticorrupção sediada em Cuiabá-MT.
O juízo disse na decisão: “In causu, resta latente a grande diferença de preços entre os Pregões Presenciais n. 27/2020 e n. 43/2020, mormente pelo curto lapso temporal entre eles, cerca de 3 (três) meses. Isso porque, para além da necessidade da administração pública, ainda que haja erro material na ata de homologação, entre os produtos “brita n. 1” e “brita n. 0” houve o acréscimo de, respectivamente, R$ 27,00 (vinte e sete reais) e R$ 16,00 (dezesseis reais) por tonelada, o que poderá acarretar um prejuízo de até R$ 320.760,00 (trezentos e vinte mil, setecentos e sessenta reais) ao erário público”.

Juristas ouvidos por nossa redação disse que a decisão está muito bem embasada e que o prefeito pode responder também por improbidade administrativa.

Confira na integra a decisão judicial:

 

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Vagão de carreta carregado com milho tomba na BR-163 em Guarantã do Norte

Publicado

O acidente ocorreu, esta manhã, num trecho da rodovia federal, na Serra do Cachimbo, na região do município de Guarantã do Norte (233 quilômetros de Sinop).  De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apenas um dos vagões que estava carregado com milho tombou.

No veículo, estava apenas o motorista que não ficou ferido. Ele mesmo fez o acionamento dos policiais federais de Nova Santa Helena para registrar a ocorrência e informar as possíveis circunstâncias de como ocorreu o tombamento.

Um policial informou que a equipe está retornando para o posto fiscal com os detalhes do acidente e ainda fará o relato oficial no boletim de ocorrência.

A carga ficou esparramada e a carreta atravessada nas duas pistas. Houve interdição do tráfego de veículos nos dois sentidos por algumas horas até a remoção do veículo e limpeza da pista para evitar novos acidentes.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: divulgação)

Comentários Facebook
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Suspeito de estupro de vulnerável, ex-candidato a prefeito de Guarantã do Norte é preso em Goiás

Publicado

O ex-candidato a prefeito de Guarantã do Norte, no pleito de 2016, Nabson Nattan Lourenço, foi preso na última segunda-feira (21), no bairro Jardim Goiás, em Goiânia, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça de Mato Grosso.

A prisão do político de Guarantã é o resultado de uma parceria investigativa da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso com a polícia civil goiana.

Nattan é suspeito de praticar crime de estupro de vulnerável. Contra o político pesa a acusação prática reiterada de abuso sexual contra uma menor de 12 anos, durante este ano de 2020. O detido será recambiado para Mato Grosso, onde ele deve responder pelos crimes que são atribuídos a ele.

A população de Guarantã do Norte recebeu a notícia da prisão do homem que disputou a prefeitura e ficou em 2º lugar na batalha eleitoral, recebeu com uma mistura de tristeza e decepção.

“Nunca imaginei que ele fosse capaz disso. Simplesmente lamentável. Se errou, tem que pagar pelo que fez”, disse a nossa reportagem uma moradora da cidade.

Nabson Natta já foi secretário da Câmara de Vereadores e responde a investigação por suposta manipulação de concurso público, no qual ele proprio teria sido aprovado em primeiro lugar. O caso está sob investigação. Atualmente, ele estaria prestando assessoria a um candidato ao senado.

Fonte: A Bronca Popular / Edésio Adorno / Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana