Política MT

Max Russi participa da entrega de primeiro SIM em São Pedro da Cipa e destaca ações para a agricultura familiar

Publicado

A ação faz parte uma somatória de forças entre a prefeitura, Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) e a articulação do parlamentar

Foto: JOSÉ MARQUES Na agroindústria, são produzidos doces, queijos, derivados do leite e diversos produtos artesanais

Foto: JOSÉ MARQUES

O produtor rural Elias Degaspery e sua família investiram em um pequeno laticínio em São Pedro da Cipa. Na agroindústria, são produzidos doces, queijos, derivados do leite e diversos produtos artesanais. Essa empresa familiar foi a primeira a receber o Selo de Inspeção Municipal (SIM) na cidade e o deputado Max Russi (PSB) também participou da entrega oficial nessa terça-feira (10).

Degaspery, que já comercializa sua produção em feiras do Vale do São Lourenço, está otimista com essa regularização. “Só assim a gente consegue colocar no mercado. E como todo mundo sabe, a gente depende muito da ajuda do poder público e felizmente agora nós tivemos. Com a ajuda de todos vocês aqui, do Max, eu tenho mais é que agradecer”, comemorou Elias.

A ação faz parte uma somatória de forças entre a prefeitura, Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) e a articulação do parlamentar. Conforme o prefeito Alexandre Russi (PR), um passo importante para o desenvolvimento do município, principalmente em termos econômicos.

Leia mais:  Dr. Eugênio emite parecer favorável à proposta que vai beneficiar obras sociais

“Isso nos deixa muito feliz, pois vai agregar geração de emprego, de renda. Seu Elias vai poder produzir mais, contratar mais funcionários e aumentar a sua renda. O consumidor também ganha com isso, em termos de qualidade, ainda mais sabendo que o produto está sendo inspecionado”, comemorou.

A próxima etapa, que também é uma das lutas do deputado Max, será a implantação do  Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf). Essa será a garantia da venda, do que é produzido, para todo o restante do Estado.

O deputado Max Russi reforçou sua disposição para trabalhar as pautas da agricultura familiar e garantiu estar acompanhando todas as tratativas, de projetos que favoreçam e auxiliem ao pequeno produtor.

“Muitos dos nossos produtos estão vindo de outro Estado para Mato Grosso. Muitas das escolas não conseguem comprar aquilo que a Lei exige que seja comprado da agricultura familiar. Aprovamos a Lei do Susaf, lá na Assembleia, para facilitar e isso desburocratizou esse processo. Agora é necessário que o poder público de maior apoio a tudo isso. Fiz questão de estar presente aqui, nesse dia histórico e reforçar todo o meu apoio à agricultura familiar de nosso Estado”, assegurou.

Leia mais:  Max Russi quer unidade do Corpo de Bombeiros em Paranatinga

Além de vereadores e autoridades locais, também participaram do ato oficial o secretário Municipal de Agricultura, Cláudio Francisco e o secretário executivo do Cidesasul, Rosandro de Moura Andrade.

Políticas públicas para a agricultura familiar

Quando prefeito de Jaciara, Max Russi implantou o SIM no município, incentivando a comercialização e qualidade, do que era produzido pelo homem do campo. Já em seu primeiro mandato, como deputado estadual, procurou atuar para fortalecer e promover o desenvolvimento econômico social de Mato Grosso. Focado nesta determinação, conseguiu estabelecer importantes vitórias e contemplar setores e segmentos estratégicos em todo o Estado.

Uma de suas marcantes ações foi a aprovação da Lei de nº 10.638/2017, de sua autoria, que beneficia a produção agropecuária de pequeno. Ela garante que 30% das compras realizadas pela Administração Direta e Indireta, como governo e prefeituras, para aquisição de bens e serviços, serão provenientes da produtividade das famílias rurais.

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Deputado cria projeto por campanha contra assédio e importunação sexual em ônibus

Publicado

Thiago Silva apresenta no plenário

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

De autoria do deputado estadual Thiago Silva, o Projeto de Lei 05/2020 tem o objetivo de criar uma campanha de conscientização  que seja veiculada em ônibus e coletivos nas cidades de Mato Grosso, sob o tema: “Meu corpo não é coletivo – Assédio e importunação sexual nos ônibus são crimes”.   

Devido a inúmeros casos relatados, o intuito é prevenir e combater atitudes de importunação sexual em coletivos e ônibus que circulam no estado. “Queremos evitar qualquer tipo de conduta que traga constrangimento para nossas mulheres e crianças nos coletivos de Mato Grosso. Vamos realizar uma campanha de conscientização divulgando quais as penas e a lei severa para este tipo de atitude”, disse o parlamentar.    

Segundo o artigo 3 do projeto de lei, a campanha de combate ao assédio terá as seguintes diretrizes:

“I – A criação de campanhas educativas e preventivas relativas ao assédio, à importunação e à violência sexual contra a mulher, sofridos no interior dos ônibus.

II – A confecção de material gráfico com informações sobre o assédio, a importunação e a violência sexual, contendo ainda os telefones dos órgãos responsáveis pelo atendimento das vítimas e incentivando a realização de denúncias em caso de ocorrência das condutas tipificadas.

Leia mais:  Delegado Claudinei fecha o 1º ano de mandato com 400 proposições

III – A capacitação e a formação permanente dos servidores e prestadores de serviço sobre o assédio, a importunação e a violência sexual.

IV – A divulgação das políticas públicas voltadas para o atendimento das vítimas de assédio, de importunação e de violência sexual."

"Este projeto vem ao encontro da demanda já existente e acredito que seja importante essa orientação por meio de campanha de divulgação", disse a comerciante Maria Dantas.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Após indicação, governo abre processo licitatório da MT-244

Publicado

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Dr. Eugênio (PSB) é autor da Indicação n° 3298, que trata da inclusão, na pauta de estudos para garantir um sistema de transporte seguro, do asfaltamento no trecho que liga a BR-070 (Fazenda Paraíso) à BR-364, trecho de 15 quilômetros (conhecida como MT-244), de topografia plana, em Campo Verde. Na última sexta-feira (10), o  governo de Mato Grosso lançou o edital de chamamento para as obras, sob número 01/2020, com o objetivo de celebração de termo de cooperação com organização para a implantação da pavimentação asfáltica do perímetro.

O pedido chegou até o gabinete do deputado Dr. Eugênio por meio de um oficio da Câmara de Vereadores de Campo Verde, em nome do parlamentar Juca Alves (PP), que, em sua justificativa, relata as melhorias que a obra vai trazer para a região. "A ligação da rodovia vai proporcionar melhor fluxo nos dois sentidos, reduzindo aproximadamente 25 km no acesso às duas vias. Além do trecho proposto ser plano, reduzirá o consumo de combustível e desgaste dos veículos”, destacou Alves no ato da reivindicação.

Leia mais:  Max Russi quer unidade do Corpo de Bombeiros em Paranatinga

Em novembro de 2019, a indicação já tinha recebido, por parte do Executivo estadual, uma resposta positiva para a abertura do edital. “A indicação foi feita em julho de 2019 e, em reuniões no Executivo, sempre foi cobrada. O que nossa equipe tem feito, além de apresentar em Plenário as cobranças em cada secretaria, ajuda muito com respostas mais ágeis”, explicou o parlamentar.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana