Sinop: Pastor é “obrigado” a subir no púlpito da igreja e contar que estava tendo um caso extraconjugal com a esposa de um de seus pastores auxiliares.

Sinop: Pastor é “obrigado” a subir no púlpito da igreja e contar que estava tendo um caso extraconjugal com a esposa de um de seus pastores auxiliares.

O caso ganhou grande repercussão na população e através das redes sociais, pelo fato do pastor ter se tornado um dos mais famosos palestrantes de todo o Brasil, e em apenas 12 anos morando em Sinop, conseguiu criar um verdadeiro império com o aval de seus “fiéis”.

O “Maquiavel” da palavra de Deus sinopense, provavelmente terá sua carreira encerrada na cidade, uma vez que a grande maioria da liderança da igreja não aceitou tamanha traição com um de seus principais braços direitos. Segundo fontes do Sinop em Foco, o autor da vergonha estaria indo imediatamente morar para fora do estado de Mato Grosso. O mesmo é conhecido por muitos por ser muito inteligente, porém, radical em relação ao ADULTÉRIO, aconselhando os casais que cometeram tal ato de se separarem. Dezenas de casos passaram pela mão dele neste caso. 

Por ironia do destino, aquele que foi o carrasco com muitos hoje sente do próprio pecado.

Na biblia existiu uma história bem parecida: 2 Samuel 11

Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho, e mandou alguém procurar saber quem era. Disseram-lhe: “É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o hitita”. Davi mandou que a trouxessem, e se deitou com ela, que havia acabado de se purificar da impureza da sua menstruação. Depois, voltou para casa. A mulher engravidou e mandou um recado a Davi, dizendo que estava grávida.

Em face disso, Davi mandou esta mensagem a Joabe: “Envie-me Urias, o hitita”. E Joabe o enviou. Quando Urias chegou, Davi perguntou-lhe como estavam Joabe e os soldados e como estava indo a guerra; e lhe disse: “Vá descansar um pouco em sua casa”. Urias saiu do palácio e logo lhe foi mandado um presente da parte do rei. Mas Urias dormiu na entrada do palácio, onde dormiam os guardas de seu senhor, e não foi para casa.

Quando informaram a Davi que Urias não tinha ido para casa, ele lhe perguntou: “Depois da viagem que você fez, por que não foi para casa?” Urias respondeu: “A arca e os homens de Israel e de Judá repousam em tendas; o meu senhor Joabe e os seus soldados estão acampados ao ar livre. Como poderia eu ir para casa para comer, beber e deitar-me com minha mulher? Juro por teu nome e por tua vida que não farei uma coisa dessas!”

Então Davi lhe disse: “Fique aqui mais um dia; amanhã eu o mandarei de volta”. Urias ficou em Jerusalém, mas no dia seguinte Davi o convidou para comer e beber, e o embriagou. À tarde, porém, Urias saiu para dormir em sua esteira onde os guardas de seu senhor dormiam, e não foi para casa.

De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias. Nela escreveu: “Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra”.


Fonte: Sinop Em Foco