Guarantã: Vereadora estaria recebendo salário de professora sem estar trabalhando, SINTEP pede a devolução dos recursos pagos.

Guarantã: Vereadora estaria recebendo salário de professora sem estar trabalhando, SINTEP pede a devolução dos recursos pagos.

O Sindicato dos Trabalhadores de Ensino Publico de Mato Grosso (SINTEP-MT), enviou um oficio para a Vereadora Katia Brambilla, solicitando a retirada imediata de seu nome da folha de pagamento da educação.

Segundo o SINTEP, a vereadora Katia Brambilla, estaria recebendo o salario de professora, cerca de 4.259,00 sem estar exercendo a sua função de professora.

O oficio pede também para que a Vereadora devolva todos os salários pagos desde o inicio do ano letivo de 2017, pelos seguintes motivos:


Segue os dizeres do oficio do SINTEP, Elza Alves F. Nascimento (Presidente da subsede de Guarantã do Norte-MT)


1º Considerando que Katia Brambilla não esta exercendo o seu cargo de professora em sala de aula.


2º Analisando que a professora eleita vereadora recebe seu salário pela câmara municipal.


Em nota o SINTEP relata que está enviando cópias do oficio para o Poder Legislativo, Ministério Publico e para o Tribunal de Contas, para acompanhar a fiscalização, e que o mesmo estará acompanhando o processo de retirada e devolução dos valores pagos até a regularização da situação.


Outro lado


Em contato com a vereadora Katia Brambilla, a mesma disse que é funcionária concursada da educação e está atuando no polo da UAB. Katia Brambilla esclarecerá em breve o fato por meio de um comunicado oficial.


Por/ O Território