Mato Grosso: Polícia Civil recebe doações de carabinas e drones que serão distribuídos entre as unidades de MT

Mato Grosso: Polícia Civil recebe doações de carabinas e drones que serão distribuídos entre as unidades de MT

A Polícia Judiciária Civil recebeu 20 carabinas e dois drones destinados ao trabalho operacional e investigativo das delegacias de polícia. As armas foram doações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, assim como os drones doados pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). Todo o processo de aquisição foi articulado pela Diretoria de Execução Estratégica (DEE).

De acordo com a assessoria, a carabina Imbel MD 97, calibre 556, foram distribuídas para diferentes unidades da Polícia Civil, sendo 10 para Gerência de Operações Especiais (GOE), 4 para a Delegacia Especializada de Fronteira (Defron), em Cáceres (228 quilômetros de Cuiabá), uma para Pontes e Lacerda (448 quilômetros de Cuiabá), uma para Delegacia de Nova Mutum, uma para Rondonópolis (212 quilômetros de Cuiabá) e uma para Juína (487 quilômetros de Sinop).

Outras duas carabinas serão entregues para as Delegacias de Sinop e Confresa (660 quilômetros de Sinop). Já os dois drones, serão utilizados para fazer levantamento de áreas e possibilitar uma visão maior do campo alvo da investigação. Os equipamentos foram destinados a Defron e a Delegacia Repressão a Entorpecentes (DRE).

Os equipamentos foram cedidos pelas instituições, após solicitação da Coordenadoria de Desenvolvimento Institucional, da Diretoria de Execução Estratégica. Além das armas e dos drones foram recebidos binóculos, mochilas táticas, colchonetes, luvas, tonfas e outros materiais que beneficiam o trabalho policial.

Segundo o diretor de Execução Estratégica, Mario Demerval Aravechia de Resende, os equipamentos recebidos visam proporcionar maior segurança dos policiais e investigação mais sofisticada e qualificada. “Com os drones, todos novos e de altíssima qualidade e resolução, os policiais poderão ter acesso a locais antes impossíveis de visualizar, ampliando as possibilidades da investigação. O armamento garante mais segurança para os policiais trabalharem, em especial, na região de fronteira do Brasil com a Bolívia, além de renovar as armas do GOE que atua em diversas ações em todo Estado”, destacou o delegado.


Fonte: Só Noticias