Esportes

Novo coronavírus preocupa seleção paralímpica antes de viagem ao Japão

Publicado

O surto do novo coronavírus tem como epicentro a China, onde levou 909 pessoas a óbito segundo balanço do governo local divulgado nesta segunda (10). No entanto, os mais de 300 casos confirmados em outros países, com uma morte nas Filipinas, preocupam quem tem viagem marcada para a Ásia. É o caso da seleção brasileira de futebol de 5, modalidade paralímpica para atletas com deficiência visual, que tem programado um torneio em Shinagawa (Japão) entre 16 e 21 de março. A competição é preparatória para a Paralimpíada deste ano, que será em Tóquio (Japão) entre 25 de agosto e 6 de setembro (o comitê organizador do evento, inclusive, já manifestou preocupação com o avanço da doença).

A delegação para Shinagawa, que, além da comissão técnica, terá mais 10 atletas, reuniu-se semana passada no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, para uma fase de treinamentos, a primeira de 2020. A próxima etapa será em março, uma semana antes da viagem. Até lá, a comissão técnica espera ter mais clara a situação do país asiático, que, apesar de não ter registrado óbito por coronavírus, está com um navio de cruzeiro em quarentena atracado no porto de Yokohama com 135 casos confirmados do vírus.

“Sei que é uma competição muito importante, mas ela está no mesmo continente [Ásia] da China. Há esse risco mundial. O pessoal [da CBDV, sigla para Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais] está alerta. Se por acaso existir algo que atrapalhe o grupo, que ameace nossa integridade, com certeza não vamos. Estamos em contato com a organização, praticamente todos os dias trocando e-mails. E estamos fazendo o nosso trabalho. Espero que isso se resolva e possamos estar lá”, afirmou o técnico Fabio Vasconcelos.

Os atletas da seleção tetracampeã paralímpica também acompanham os desdobramentos, com um misto de ansiedade e otimismo. “Infelizmente, teve caso confirmado [de morte] fora já. Mas, vamos pedir a Deus e torcer que nos livre de todo esse perigo”, disse o ala Tiago Paraná. “Estamos sempre acompanhando essa questão do coronavírus, mas sabemos que no Japão ainda está controlado”, comentou o também ala Maurício Dumbo.

Prevenção

No último domingo (9), a Federação Internacional de Badminton (BWF, sigla em inglês) anunciou, em comunicado, a transferência de um torneio internacional da versão paralímpica da modalidade, que começou nesta segunda, do CT Paralímpico para o Ginásio do Ibirapuera, também em São Paulo. No texto, a BWF informou que a mudança é relacionada a “medidas protetivas” que o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) estabeleceu para o CT, considerando o volume de atletas de outras modalidades e demais profissionais que também utilizam a instalação.

O torneio reúne 220 atletas de 38 países, entre eles 16 (incluindo a China) em que já houve algum caso constatado do vírus. Segundo o comunicado da Federação Internacional, “se um único caso de coronavírus for confirmado durante o campeonato, o CT inteiro teria que ser posto em quarentena”. A nota destaca, por fim, que a Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) deixa claro “que isso [alteração] não está conectada à detecção de nenhum caso” da doença e que “atenderá às recomendações das autoridades de saúde do país”.

No Brasil, não houve confirmação de nenhuma infecção por coronavírus. Segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado na última sexta (7), de 34 casos considerados suspeitos, 26 já foram descartados e os demais permanecem em investigação. No sábado uma mulher foi presa na zona sul do Rio de Janeiro por simular sintomas da doença. Para esclarecer as principais dúvidas sobre o vírus, confira AQUI o especial da Agência Brasil.

Confira matéria do programa Stadium, da TV Brasil, sobre a seleção de futebol de 5:

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Cuiabá mantém vantagem de 5 pontos e pode garantir acesso à Série A na próxima rodada

Publicado

O Cuiabá está cada vez mais perto de garantir acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O feito inédito no futebol mato-grossense pode acontecer já na próxima rodada.

Neste sábado, dois dos principais concorrentes do Cuiabá na briga pelo G4 entraram em campo e o resultado favoreceu a equipe mato-grossense. CSA e Avaí empataram, em 1 a 1. Com isso, a equipe alagoana caiu para o 5º lugar, com 53 pontos, e os catarinenses agora estão em 7º.

Ainda que a 35ª rodada não tenha sido encerrada, com três jogos pendentes para este domingo, o Cuiabá já sabe que levará para a próxima rodada os 5 pontos de vantagem em relação ao primeiro time fora do G4.

Com isso, para garantir o acesso com 2 rodadas de antecedência, o time de Alan Aal precisa vencer o Paraná, que está em 18º lugar e briga contra o rebaixamento. O jogo será no estádio Durival Brito, em Curitiba (PR), na próxima terça-feira (19).

Além da vitória, o Cuiabá também precisa torcer para que CSA não vença o Botafogo-SP. Os alagoanos jogarão fora de casa, na terça-feira, em Ribeirão Preto (SP).

Conforme Só Notícias já informou, além do Paraná, o Cuiabá ainda enfrenta outros dois adversários pela Série B. No dia 22, o Dourado volta a campo contra o Sampaio Correa (12º colocado), em casa, na Arena Pantanal. A última partida será no dia 30 deste mês, contra o CRB, que é o 11º colocado.

 

Só Notícias/Herbert de Souza 

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Cuiabá vence o Operário-PR e segue na cola dos líderes da Série B

Publicado

O Cuiabá derrotou o Operário-PR por 2 a 0 nesta sexta-feira, em casa, pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e se manteve na perseguição aos líderes da competição.

A partida começou agitada na Arena Pantanal. Com o relógio marcando apenas dez minutos, Jiménez saiu jogando errado, e Rafael Gava não perdoou. O meia roubou a bola e disparou um forte chute da entrada da área para abrir o placar para os mandantes. Aos 28, quase saiu o empate, em cobrança de falta de Tomas Bastos que parou no travessão.

Na etapa complementar, o Fantasma até dominou a posse de bola, mas encontrou muitas dificuldades para furar a forte marcação dos adversários. Do outro lado, o Dourado tentava explorar os contra-ataques, e foi justamente dessa forma que chegou ao segundo tento. Após ótimo passe de Auremir, Yago invadiu a área e só rolou para Jenison completar para o fundo do gol, definindo o confronto.

Com o resultado, o Cuiabá se manteve na terceira colocação, agora com 50 pontos, seis a menos que o vice-líder América-MG e oito em relação a líder Chapecoense. Já o Operário ocupa a 12ª posição, com 38.

Fonte: Gazeta Esportiva – Foto: Divulgação Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana