GUARANTÃ DO NORTE

Novo decreto autoriza a reabertura dos comércios em Guarantã do Norte

Publicado

O decreto de Nº 068/2020, publicado nesta tarde (25), pela prefeitura de Guarantã do Norte, autoriza a reabertura dos comércios locais do município. Na ultima terça feira, foi publicado um outro decreto que proibia a abertura de qualquer comércio, exceto os essenciais como hospitais, clinicas, mercados, farmácias etc. O objetivo do mesmo era evitar a propagação do vírus COVID-19.

O novo decreto trás em seu artigo 2º § 1º, a abertura dos comércios privados.

Art-2º § 1º – Fica autorizado o funcionamento das atividades privadas que possam ser exercidas com respeito ao distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas e seguirem às demais normas sanitárias de prevenção à disseminação ao coronavírus, em especial a atividade de comércio de alimentos, medicamentos e combustíveis.

Os comércios terão que passar por uma supervisão da vigilância sanitária do município para a autorização de funcionamento.

Art-2º § 2º – As atividades privadas submetidas a regulamentação específica de saúde e medicina do trabalho estão autorizadas a funcionar com distanciamento inferior ao § 1º deste artigo, respeitadas as normas sanitárias em vigor.

As lojas de conveniências continuam proibidas de abrirem.

Art-2º § 4º – Fica proibido o funcionamento de lojas de conveniência

Os restaurantes e padarias ainda estão com restrições de aglomeração, podendo só trabalharem com entrega de alimentos.

Art-2º § 5º – Para os restaurantes e padarias, fica permitido o funcionamento apenas para a retirada no local ou entrega a domicílio de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento, respeitado, em qualquer caso, o distanciamento mínimo de 1,5 m entre entregador e consumidor, ficando expressamente vedado o consumo no local.

Está proibida ainda qualquer forma de aglomeração de pessoas em locais públicos ou privados, inclusive em eventos, festas, igrejas, templos, reuniões em praças, ginásios esportivos, academias, modalidades esportivas coletivas e outras atividades congêneres.

Para maiores informações, clique no link para ler o decreto na integra.

DECRETO 068.2020 Medidas Excepcionais Coronavírus

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Sobe para 6 o número de suspeitas de COVID-19 em Guarantã do Norte

Publicado

Subiu para seis o numero de pessoas com suspeitas do novo coronavírus, COVID-19, em Guarantã do Norte.
A secretaria municipal de Saúde de Guarantã do Norte anunciou no início da noite desta quarta-feira, mais um caso suspeito COVID-19.
Cinco suspeitas encontram-se em isolamento domiciliar e um caso suspeito foi transferido na noite de ontem para a cidade de Cuiabá depois de apresentar insuficiência respiratória.

A qualquer momento mais informações.

Comentários Facebook
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Comércio de Guarantã pode entrar em grave crise se atividades não serem retomadas

Publicado

Em Guarantã do Norte o prefeito, Érico Stevan Gonçalves, eleito com apoio maciço dos empresários está sendo bem mais drástico com o decreto municipal, onde apenas comércios essenciais podem abrir as portas, os demais devem continuar fechados.

Essa atitude tem gerado desconforto na clase, pois, muitos tem compromissos com a folha dos funcionários que está preste a vencer e não está entrando dinheiro para quitar os pagamentos, o que começa a gerar prejuízos incalculáveis para a região.

Por outro lado, muitos funcionários que estão em casa poderão a partir do começo do próximo mês perder seus postos de trabalho, o que vai aumentar o desemprego no maior município do Portal da Amazônia.

Diferente dos prefeitos das cidades vizinhas que optaram por um decreto mais brando, liberando o comércio abrir seguindo alguns protocolos, Érico tomou uma atitude populista e ordenou via caneta todo mundo fechar, mesmo na região não tendo nenhum caso de Coronavírus (Covid-19) confirmado até o momento.

A Associação Comercial e Empresarial do Município (ACEG) que defende os interesses dos comerciantes até o momento não se pronunciou sobre o assunto se irá negociar com o gestor algo que possa ser o meio termo do decreto, ajudando assim os empresários e ao mesmo tempo ajudar a manter o emprego da população.

Em pronunciamento nos meios de comunicação o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, pediu cautela aos prefeitos e governadores neste momento, para que no final da pandemia, além dos prejuízos a saúde pública, não tenhamos um prejuízo ainda maior para a economia.

O Brasil possuí atualmente 11,9 milhões de desempregados e esse número pode mudar drásticamente a partir do próximo mês, no Brasil tem 38 milhões de autônomos, pessoas que não tem salário, dependem do trabalho para sobreviver.

 

Fonte: Olhar Cidade

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana