Polícia MT

Operação Conjunta apreende 310kg de entorpecente

Publicado

O entorpecente saiu da região de Comodoro

Na sexta feira (06) em Operação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Federal resultou em uma apreensão de 310kg de entorpecente na forma de pasta base e cloridrato de cocaína.

A droga estava em um fundo falso de um caminhão do tipo baú, que foi abordado em uma estrada no município de Gaúcha do Norte/MT, o veículo de carga foi parado juntamente com uma caminhonete que seguia a sua frente, nos dois veículos estavam quatro pessoas.
As investigações realizadas entre as forças indicam que o entorpecente saiu da região de Comodoro /MT e seria levada para os estado de Goiás.
A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal de Rondonópolis./MT.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil defende autonomia financeira em encontro de Sistemas da Justiça Criminal
publicidade

Polícia MT

Comércio de fios e cabos de energia é alvo de fiscalização em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O comércio de fios e cabos elétricos em Cuiabá e Várzea Grande foi alvo de fiscalização na operação “Ta Fora, Tá Fora”, deflagrada, nesta terça e quarta-feira (14 e 15.01), pelo Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT), com apoio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), e do Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos de São Paulo (Sindicel).

Os fios e cabos que são utilizados nas instalações elétricas devem estar de acordo com as normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Devido ao grande percentual de reprovação de produtos, o trabalho tem como foco diferentes marcas de fios e cabos de 750v, que devem atender os parâmetros previstos na Norma 280.

Para a operação, o Ipem-MT recebeu mais um microhmimetro, vindo de SP, que auxiliam fiscais nas medições das resistências presentes nos fios ensaiados, de acordo com seu diâmetro e seguindo a norma específica. O equipamento, mais leve e que pode ser levado a campo, avalia a resistência elétrica dos condutores, identificando assim a possibilidade de fraudes contra os consumidores após a certificação do produto.

Leia mais:  Homem paga conta com notas falsas e é preso pela Polícia Civil no interior

De acordo com o presidente do Ipem-MT, Bento Francisco Bezerra, os ensaios feitos nos produtos visam apurar a resistência do fio, e se estão de acordo com a norma. Quanto mais grosso o fio, menor a resistência e maior capacidade de conduzir a energia elétrica. “Todos os ensaios com irregulares acima de 10% são apreendidos no momento da fiscalização no estabelecimento do fato. A marca e o lote são considerados irregulares sendo feita a devida apreensão dos produtos”, explicou.

Segundo o delegado, Antonio Carlos de Araújo, até o momento, foram 7 estabelecimentos comericiais vistoriados (4 em Cuiabá e 3 em Várzea Grande), sendo apreendidos produtos irregulares em cinco deles. Nos locais, foi realizada a apreensão de fios lacrados e com selo do Inmetro.

“O representante do comércio é intimado a comparecer na Decon, para informar a origem do produto e onde foi adquirido, para caso a infração criminal não seja aqui, seja possível identificar o responsável pela produção do produto irregular”, disse o delegado.

Ficando constatada a irregularidade, os responsáveis podem responder pelo crime de vender ou expor à venda mercadoria cuja embalagem, tipo, especificação, peso ou composição esteja em desacordo com as prescrições legais, ou que não corresponda à respectiva classificação oficial; previsto no artigo. 7, inciso, II, da Lei. n. 8.137.90.

Leia mais:  Operação cumpre mandados para apreender armas de fogo e munições em Mirassol D'Oeste

O nome da operação “Tá Fora, Tá Fora” está relacionado ao fato de que se o fio ou cabo estiver fora da norma, também deverá estar fora da prateleira do comércio.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Operação prende 17 suspeitos de homicídio, tráfico de drogas e roubos e furtos

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT

As forças de segurança cumpriram, em três dias, 17 mandados de prisão contra suspeitos de agir criminalmente no Norte do Estado. O resultado faz parte da “Operação Salutem”, deflagrada na quinta-feira (09.01) no município de Sinop (a 500 km ao Norte de Cuiabá) e região. As ações seguiram até sábado (11.01)  simultaneamente em 10 cidades.

As prisões foram cumpridas contra suspeitos de delitos criminais de homicídio, roubo, furto e tráfico de drogas. Ainda no período foram registrados 44 Boletins de Ocorrências, 75 pessoas foram conduzidas para as delegacias, dois veículos foram recuperados e duas armas de fogo apreendidas.

Também no período foram contabilizadas 106 notificações de trânsito, 49 veículos e drogas foram apreendidos, dentre eles, 199 adesivos de LSD. A operação foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Integração Operacional (Saiop).

Além de Sinop, as ações policiais contemplaram as cidades Tapurah, Itanhangá, Feliz Natal, Sorriso, Nova Ubiratã, União do Sul, Santa Carmem, Cláudia, Ipiranga do Norte e Vera.

Leia mais:  Policiais cumprem mandado contra homem condenado por roubo e tráfico

O secretário da Saiop, coronel PM Victor Fortes, destaca que a primeira operação do ano surtiu efeito positivo para a população da região.

“A prisão dos suspeitos é importante para proporcionar a sensação de segurança para a sociedade. Unimos as nossas forças policiais junto com outros órgãos, federais e municipais, para realizarmos um trabalho amplo na repressão e prevenção da criminalidade. Nossas ações se concentraram nas áreas centrais dos municípios e também na zona rural e periferia”.

Participam da operação profissionais da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Politec, Detran, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Sistema Penitenciário, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Prefeitura de Sinop.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana