Policia Federal

PF deflagra Operação Fora do Caixa em três estados

Publicado

Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (9/1) a Operação Fora do Caixa, desdobramento da Operação Lava Jato, com o objetivo de cumprir seis mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária nas cidades de Belém/PA, Palmas/TO e Brasília/DF. Os mandados estão divididos da seguinte forma: três buscas e apreensões e uma prisão temporária no Pará; uma prisão temporária e uma busca e apreensão em Tocantins; e duas buscas e apreensões no Distrito Federal.

A investigação teve início a partir da colaboração premiada feita por executivos da empresa ODEBRECHT, os quais relataram o pagamento de R$ 1,5 milhão, por meio de Caixa 2, para candidato ao Governo do Estado do Pará, nas eleições de 2014. Segundo o depoimento dos executivos foram realizadas três entregas, nos valores de R$ 500 mil reais cada, nos meses de setembro e outubro de 2014, sendo que o recebimento foi intermediado por um ex-Senador da República vinculado ao então candidato ao governo Estado do Pará.

Durante o trabalho investigativo, foram encontrados indícios de que pelo menos um dos pagamentos foi realizado em endereço ligado a parentes do ex-Senador da República citado pelos executivos.

Os crimes sob investigação são de falsidade ideológica eleitoral (Caixa 2), formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

A investigação iniciou perante o Supremo Tribunal Federal, entretanto houve declínio de competência para Justiça Eleitoral em Belém/PA, a partir da confirmação do entendimento sobre a competência da Justiça Eleitoral para processar e julgar crimes comuns em conexão com crimes eleitorais. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara da Justiça Eleitoral em Belém/PA.

O nome da operação faz referência ao recebimento de recursos eleitorais não contabilizados.

A entrevista será realizada, às 11h, no Gabinete da Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará, localizada na Av. Almirante Barroso, 4466 – Belém/PA.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Telefone: (91)3214 8043 /984222396

[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Policia Federal

PF prende marroquino e brasileira por imigração fraudulenta

Publicado

Fortaleza/CE -A Polícia Federal prendeu em flagrante nessa segunda-feira (10/2) um homem, natural de Marrocos, na África, e uma brasileira por declaração falsa durante os procedimentos de autorização de residência expedida pela PF.

Durante entrevista para obtenção de residência com base em casamento, a dupla declarou falsamente matrimônio no Brasil. Os policiais constataram que a brasileira forjou casamento com o marroquino, com o intuito de legitimar seu pedido de residência no Brasil junto à Polícia Federal, mas nunca residiram juntos e nem foram casados de fato.

Na ocasião, policiais federais deram voz de prisão em flagrante pelo crime de falsidade ideológica, com penas de reclusão de um a cinco anos e multa.

Após o flagrante, foram encaminhados à sede da Superintendência Regional da Polícia Federal, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

(85) 9.8970-0624

Comentários Facebook
Continue lendo

Policia Federal

PF prende mulheres tentando levar drogas para a Ásia e a África

Publicado

Guarulhos/SP – A Polícia Federal prendeu em ações distintas, no Aeroporto Internacional de São Paulo, nesta terça-feira (11/2), duas passageiras de voos internacionais e apreendeu mais de 7 kg de cocaína.

Policiais federais, acionados por funcionários que fiscalizam os passageiros que passam pelo controle migratório, revistaram a mala de uma mulher, nacional da Geórgia, de 30 anos, e encontraram, ocultos em um fundo falso, mais de 2 kg de cocaína. A suspeita disse que deveria entregar a mala na cidade de Tblisi, em seu país natal.

Em outra ação, uma mulher que pretendia embarcar para Addis Ababa, na Etiópia, foi detida pelos policiais federais, junto ao balcão de check-in, após os cães farejadores, conduzidos por eles, sinalizarem para algo suspeito em sua bagagem. A mala foi revistada, porém nada foi encontrado. Conduzida à sede policial, os peritos federais identificaram que uma espécie de borracha de cor preta, que dava acabamento à mala da suspeita, era composta por cocaína. O volume encontrado somou mais de 5 kg. A passageira, nacional da Bolívia, de 38 anos, recebeu voz de prisão.

As suspeitas ficarão à disposição da Justiça respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Contato: (11) 2445-2212

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana