Polícia MT

Polícia Civil amplia em 14% resolução de homicídios na região metropolitana

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelas investigações de homicídios na região metropolitana de Cuiabá, encerrou 2019 com um índice de resolutividade de 66,53% dos inquéritos policiais e ainda, 93,15% de localização de pessoas que tiveram desaparecimento registrado. A unidade instaurou 167 novos inquéritos e concluiu e encaminhou à justiça outros 337 que incluem casos referentes a anos anteriores.

Para investigar as ocorrências, a DHPP realizou durante o ano passado 68 operações que resultaram em 157 mandados de prisões e outros 78 de buscas cumpridos. Além disso, 15 pessoas foram presas em flagrante.

Conforme o delegado titular André Renato Gonçalves, o resultado da produtividade é reflexo do esforço incondicional de todas as equipes da DHPP – investigadores, escrivães e delegados – para alcançar o objetivo de 2019 e contribuir com a redução no número de homicídios na região metropolitana da Capital.

“Tivemos crescimento bem maior de inquéritos concluídos em cima dos instaurados, além do índice de resolução dos crimes, que aumentamos em 14%. Fazemos todas as diligências possíveis para se chegar à autoria. Um inquérito a menos em cartório possibilita aumentar o esclarecimento de outros casos”, explica o delegado.

Ocorrências

Em 2019, as equipes da DHPP atenderam 592 ocorrências que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte (latrocínio), mortes naturais, afogamentos, suicídios, mortes acidentais, encontro de ossada, feto, entre outras ocorrências que envolvam mortes com e sem violência.

Em relação ao número de homicídios em Cuiabá, o ano passado registrou aproximadamente 18% de redução nas mortes dolosas, que ocorre quando há intenção de matar. Na Capital foram registrados 94 homicídios, contra 114 em 2018. Já em Várzea Grande, 52 pessoas morreram em 2019, enquanto o mesmo período do ano anterior totalizou 80 registros.

Os números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019 e incluem homicídios de vítimas femininas, que foram nove no total, sendo que destes três são homicídios com qualificadora em feminicídio.

DHPP Mais Forte

Durante o ano passado, a Delegacia de Homicídios realizou duas operações com o objetivo de concluir diversos inquéritos em andamento na unidade. Entre agosto e dezembro, as equipes atuaram na conclusão de inquéritos, cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões que estavam em aberto. O titular da DHPP destaca que a ação, realizada também no primeiro semestre de 2019, auxiliou na redução do acervo cartorário da delegacia.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Matupá

Advogado, tenente da PM e um terceiro investigado são presos por envolvimento em furto de avião em Matupá.

Publicado

A Polícia Civil acabada de confirmar que um advogado, um tenente da polícia militar de Peixoto de Azevedo e uma terceira pessoa foram presos acusados de envolvimento no furto do avião Cessna Aircraft 182, prefixo PT-JAX, em Matupá. As identidades deles ainda não foram confirmadas.

Nos dias 13 e 14 deste mês, a polícia também prendeu outros dois envolvido com o crime. Os mandados judiciais foram expedidos pela Vara Única de Matupá, com base em investigações da Polícia Civil coordenadas pela delegada Juliana Rado, que confirmou que o suspeito preso é um dos pilotos do avião.

A aeronave foi furtada do aeroporto de Matupá no 21 de abril (feriado). Os criminosos estouraram o cadeado com a corrente que estava na hélice e também furtaram mais de 3 mil litros de querosene do posto de abastecimento.

Já o avião foi encontrado por policias com apoio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Sorriso no dia 24 passado, em mata entre os municípios de Terra Nova do Norte e Nova Guarita (156 e 200 quilômetros de Sinop, respectivamente). A aeronave caiu, ficou muito danificada. Não houve vítima fatal na queda e os ocupantes da aeronave fugiram.

Em instantes, mais detalhes

Só Notícias/Cleber Romero

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Ação integrada prende dono de boate onde adolescentes consumiam bebidas alcoólicas

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Visando combater o tráfico de drogas e outros crimes em Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá), a Polícia Judiciária Civil do município, em conjunto com o Ministério Público e Poder Judiciário, realizou uma fiscalização na madrugada de domingo (09.02).

O trabalho integrado para averiguações resultou na localização de um foragido da Justiça e na prisão em flagrante do proprietário de uma casa noturna, onde menores de idade foram encontrados consumindo bebidas alcoólicas, entre outras substâncias entorpecentes.

Nove adolescentes que estavam na boate também foram conduzidos à Delegacia de Peixoto de Azevedo para esclarecimentos. No local também foi apreendida uma porção de cocaína.

O dono do estabelecimento comercial foi autuado em flagrante, pelo crime previsto no artigo 243 do Estatuto da Criança e Adolescente (vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a criança ou adolescente, bebida alcoólica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica).

Já em desfavor do segundo preso abordado foi constatado um mandado de prisão decretado pela Justiça pelo crime de homicídio, sendo devidamente cumprido pelos policiais civis.

De acordo com o delegado Luiz Felipe Nascimento de Leoni, além de fiscalizar e prevenir delitos, a ação em conjunto teve como objetivo promover a segurança e ordem pública em estabelecimentos noturnos onde ocorrem aglomerações de jovens e adultos durante as madrugadas. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana