Peixoto de Azevedo

Prefeito e vice de Peixoto de Azevedo são cassados por abuso de poder econômico e caixa dois

Publicado

A Justiça Eleitoral cassou os mandatos do prefeito reeleito de Peixoto de Azevedo, Mauricio Ferreira de Souza (PSDB), e do vice, Gilmar do Esporte, por abuso de poder econômico e caixa dois. A decisão desta segunda-feira (26) é do juiz eleitoral Evandro Juarez Rodrigues.

Em nota, Mauricio e Gilmar informam que ainda não foram intimados. No entanto, o advogado deles disse que o juiz responsável pela decisão deixou de observar a todos os pontos da defesa, que apontam a ação como improcedente.

“Adotaremos as medidas judiciais cabíveis para reforma da sentença. Esclarecemos à população que continuaremos a frente do Poder Executivo cumprindo as funções constitucionais e legais, e, acima de tudo, fazendo com que o município continue trilhando o caminho do progresso”, dizem.

Mauricio é o quinto prefeito eleito em 2020 que foi cassado em Mato Grosso. Além dele, foram cassados os prefeitos de Acorizal, Campo Novo do Parecis, Torixoréu e Matupá.

O juiz afirma na sentença que, por determinação do então candidato Gilmar, uma funcionária, que ganharia R$ 14,5 mil, contratou 42 pessoas para trabalharem como cabo eleitoral na campanha e receber R$ 300 cada e uma pessoa para receber R$ 480.

Em contrapartida, a defesa argumenta que os candidatos não contrataram a mulher responsável pelos cabos eleitorais e que, por isso, não tinham conhecimento dos fatos.

Apesar disso, o magistrado afirma que os documentos apresentados pela defesa não foram suficientes para comprovar a não participação, já que a suposta funcionária apresentou conversas por aplicativos com o então candidato.

“O que há nos autos é um conflito entre as provas documentais juntadas com a petição inicial e as provas testemunhais, especificamente no que concerne à utilização de cabos eleitorais na campanha eleitoral dos representados sem a devida contabilização dos gastos em sua campanha eleitoral, prática conhecida como caixa 2”, explica.

Segundo o juiz, a maioria das provas contidas nos autos estão relacionadas ao vice-prefeito Gilmar. No entanto, por fazer parte da chapa majoritária, o prefeito Mauricio também deverá responder pelos crimes.

“É grave a conduta de quem se afasta da regulamentação estabelecida para o financiamento de campanha, seja percebendo contribuição de fonte vedada, seja lançando mão de recursos oriundos de fontes não declaradas, de caixa dois, seja, enfim, extrapolando os limites de gastos adrede fixados”, cita o juiz.

Fonte: G1MT

Comentários Facebook
publicidade

Peixoto de Azevedo

Jovem de Matupá morre em acidente na BR-163 em Peixoto

Publicado

Da redação/ Nortão Agora/ Miro Cláudio Ribeiro

Um violento acidente envolvendo um veículo Hyundai Creta cor branca e uma moto CB-600, ocorrido na BR-163 em Peixoto de Azevedo, por volta das 10h:30 da manhã desta quinta-feira(13), tirou a vida de Thongiery Sunaqui, 29 anos, morador de Matupá.

Informações repassadas ao Nortão Agora dão conta de que o motociclista trafegava pela rodovia federal quando, na rotatória próximo ao Delmoro Supermercado, foi surpreendido pelo veículo que era conduzido pela vereadora do município de Peixoto de Azevedo, Zal Vacaro.

A condutora não teria observado a aproximação da moto e atravessou a rodovia. O veículo SUV foi atingido fortemente na lateral direita.

A vítima foi socorrida em estado gravíssimo pela equipe do Pronto Atendimento do Hospital Regional de Peixoto de Azevedo, onde segundo informações, deu entrada já sem vida.

A Policia Rodoviária Federal e a Politec foram acionadas para os devidos procedimentos no local do acidente.

Um tio do motociclista disse, ao Nortão Agora, que o corpo do rapaz já foi levado para a sede da Politec em Guarantã do Norte para os procedimentos de necropsia, devendo ser liberado para o velório ainda na tarde desta quinta-feira.

Thongiery era casado e trabalhava como pedreiro na cidade de Matupá. Ele é filho de Marionaldo Pereira da Silva(Naldinho do Bairro União) e da professora Emi Sunaqui que atua na Escola do Bairro União.

Além dos pais, o rapaz deixa a esposa, os dois filhos e três irmãos. A moto é nova e teria sido adquirida recentemente.

O corpo de Thongiery será velado na Capela Mortuária de Matupá localizada na avenida Hermínio Ometto. O horário de início do velório ainda não foi informado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Peixoto de Azevedo

Peixoto: PM prende suspeito e encontra tabletes de maconha

Publicado

Um jovem de 19 anos foi preso nesta terça-feira(11), no Bairro Jerusalém em Peixoto de Azevedo, suspeito de envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

De acordo com o boletim de ocorrência divulgado pelo 15º Comado Regional da Polícia Militar, o homem foi abordado durante patrulhamento de rotina e demonstrou certo nervosismo.

Durante a revista pessoal, os policiais encontraram em poder dele 02 papelotes com substância análoga à maconha. Já na residência do suspeito, a guarnição localizou mais 03 tabletes grandes da droga, 01 porção menor e uma balança de precisão.

O jovem e o material apreendido foram encaminhados à delegacia para os devidos procedimentos.

Fonte: Nortão Agora

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana