Tecnologia

Resgatando as fotos da infância: app Remini aumenta a qualidade das imagens

Publicado

remini arrow-options
Arquivo Pessoal/Ila Fox

A internauta Ila Fox conseguiu recuperar uma foto da sua infância com o Remini.


Sabe aquela foto antiga que mal dá para enxergar a fisionomia das pessoas? Ou aquela imagem que você fez em uma festa e acabou desfocando no rosto dos seus amigos? Saiba que agora elas têm salvação. Um aplicativo , chamado Remini , promete aumentar a qualidade de imagens, e acabou caindo no gosto popular. 

Leia também: Não são só as três câmeras: inteligência artificial dá a Apple as melhores fotos

O Remini faz uso de inteligência artificial para corrigir imagens embaçadas, danificadas, compactadas ou em baixa resolução. Com a tecnologia, o aplicativo é capaz de reconstruir os rostos até em imagens com a qualidade realmente ruim


Apesar dos resultados impressionantes, internautas apontaram para alguns casos em que o app não funciona muito bem. Alguns reclamaram de um resultado um pouco artificial ou exagerado em fotos muito antigas – e, portanto, com resolução muito baixa. Outros apontaram que o aplicativo funciona melhor em fotografias retrato, quando em comparação com imagens em que há várias pessoas. 

Leia também: Os melhores apps de foto para substituir a câmera do seu celular

De qualquer forma, o aplicativo caiu no gosto das pessoas, que estão compartilhando suas fotos restauradas nas redes sociais . Kentaro Mori é um deles, e conta que o aplicativo foi de grande ajuda para recuperar as memórias da família. A casa de seus pais foi invadida, e a família acabou perdendo muitas fotos e negativos. De alguns momentos, sobraram apenas fotos das fotos, que foi justamente o material que Kentaro usou no Remini. “Foi ótimo ver a reconstrução que o aplicativo fez. Nem sempre o resultado é tão bom, mas mesmo quando não é, já ajuda a recuperar memórias”, conta. 

Remini arrow-options
Arquivo Pessoal/Kentaro Mori

Kentaro conseguiu recuperar suas fotos de família.


Como utilizar o Remini

O aplicativo Remini está disponível tanto para Android quanto para iOS . Em ambos os sistemas operacionais , o download é gratuito, e o usuário tem o direito a editar três fotos por dia . Para utilizar o app além desta cota, é preciso realizar um pagamento dentro do aplicativo. 

remini arrow-options
Captura de tela

O aplicativo Remini é simples e fácil de usar.


A interface do Remini é bastante intuitiva, e para começar a editar é só criar uma conta básica e, depois, escolher as fotos. A conta pode ser criada através de um email ou logando com a conta do Facebook ou do Google . Nesses casos, vale a tradicional dica de segurança: melhor fazer o cadastro via email, já que quanto menos aplicativos associados às contas do Facebook e do Google, melhor. 

Leia também: Samsung testa câmera periscópio no Galaxy S11; celular deve ter lente com 100 MP

Depois, é só aproveitar o aplicativo para salvar suas fotos antigas. Será que em breve essa tecnologia chega de forma nativa às câmeras dos celulares? 

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Uber lança recurso que permite usuários reclamarem gravando um áudio

Publicado

source

Olhar Digital

Uber  lançou, nesta segunda-feira (10), a ferramenta U-Áudio para que usuários e motoristas possam gravar áudios durante as corridas a fim de reportarem quaisquer acontecimentos infelizes e desagradáveis. Cidades como Salvador , Uberlândia , São Luís , Sorocaba e Campo Grande já possuem acesso ao novo recurso.

Uber é banida na Colômbia e deve encerrar atividades em fevereiro

Para utilizar a função, basta acessar os itens de segurança que ficam disponíveis durante cada viagem realizada na plataforma da Uber . Tanto o usuário quanto o motorista poderão relatar incidentes por meio de um áudio que deverá ser anexado no encerramento da corrida ou nas viagens que podem ser buscadas no histórico do aplicativo.

Segundo o aplicativo, o arquivo contendo a gravação será criptografado e armazenado diretamente no dispositivo do remetente, ficando disponível apenas para o usuário/motorista. A equipe da Uber só terá acesso se o remetente decidir compartilhar o áudio como parte do relato.

Uber arrow-options
Reprodução

Uber


Assim que o arquivo for enviado aos agentes de atendimento ao cliente da Uber , a gravação será utilizada para entendimento do incidente e, consequentemente, para que a empresa tome as medidas necessárias. 

Privacidade

O relato pode, inclusive, ser compartilhado com as autoridades se necessário. Contudo, segundo a Uber , “a proteção da privacidade dos envolvidos é levada muito a sério em todo o processo” e só a empresa tem a chave para descriptografar os anexos e isto somente pode ser feito após a denúncia, com o envio do áudio. A gravação não pode ser ouvida no dispositivo do usuário ou motorista, nem compartilhada com terceiros, apenas com a Uber.

De acordo com a Uber , o arquivo de áudio poderá ser relevante na decisão de desativação de um motorista ou usuário da plataforma.

Uber introduz gravação de áudio durante viagem

A ferramenta já havia sido divulgada durante o evento Uber Destino , realizado no ano passado, mas só agora se tornou disponível. Durante o período do piloto, a ferramenta está sendo configurada para apagar os arquivos de áudio automaticamente após uma semana. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Polêmica: Motorola rebate teste que reprovou dobradiça do Razr; assista ao vídeo

Publicado

source
Motorola Razr arrow-options
Reprodução

Motorola Razr foi reprovado em teste de dobradiça


Na última semana, o site Cnet realizou um teste que reprovou o celular dobrável Motorola Razr . Nele, um robô dobrou o smartphone repetidas vezes, o que ocasionou a quebra do dispositivo depois de 27 mil dobras, o equivalente a menos de um ano de uso. 

Nesta segunda-feira (10), porém, a Motorola contestou o teste, dizendo que o robô do Cnet dobra o celular de maneira indevida, o que ocasionou a quebra. A empresa afirmou, ainda, que o Razr passou por diversos testes antes de ser colocado no mercado, e que tem toda a confiança na durabilidade do smartphone

Leia também: Reprovado: Motorola Razr quebra depois de ser dobrado muitas vezes em teste

Para comprovar os testes feitos durante a produção do Razr , a Motorola divulgou um vídeo em sua página no Twitter . Assista:

O teste do Cnet já tinha sido feito anteriormente no Galaxy Fold . O smartphone da Samsung aguentou ser dobrado 120 mil vezes antes de quebrar completamente. Já a tela do Razr não chegou a quebrar durante os testes, mas a dobradiça endureceu e começou a fazer barulhos estranhos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana