GUARANTÃ DO NORTE

TJ nega soltar dupla condenada a mais de 30 anos por matar idosos em Guarantã do Norte

Publicado

Os desembargadores da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça não autorizaram a soltura de dois envolvidos nas mortes de Jesulino Ribeiro de Almeida, 60 anos, e Pedro Roque  Gomes, 62. As vítimas foram mortas a tiros, em abril de 2018. Os corpos foram encontrados às margens da Linha 27, estrada vicinal de Guarantã do Norte.

Em maio do ano passado, os dois acusados pelo crime foram a júri popular. Jairo dos Santos foi sentenciado a 35 anos de prisão por duplo homicídio qualificado cometido mediante emboscada, além de crimes como ocultação de cadáveres, uso de documento falso e porte ilegal de arma. Já Marcos José Madruga da Silva Santos foi condenado a 30 anos de prisão, pelos homicídios e ocultação dos corpos.

No habeas corpus que apresentou ao Tribunal de Justiça, a defesa alegou que o regime fechado fixado pela Justiça de Guarantã se tornou “ilegal”, uma vez que não houve revisão sobre a manutenção das prisões, após 90 dias, conforme determina a legislação. Destacou também que os réus colaboraram com os atos processuais e que apresentam bom comportamento na cadeia, o que autoriza o cumprimento da pena em um regime mais “brando”, no caso, semiaberto.

As alegações não foram aceitas pelos magistrados. O relator, Marcos Machado, por exemplo, citou a garantia da ordem pública e a reiteração delitiva. “Ao avaliar a aplicabilidade das medidas cautelares alternativas, não se evidencia que seriam suficientes para preservar a ordem pública, ao considerar a forma de execução dos crimes, bem como as reiterações delitivas dos pacientes em crime patrimonial e tráfico de droga”, disse o magistrado, em voto que foi seguido por unanimidade pelos demais desembargadores.

Conforme Só Notícias já informou, no local onde foram encontrados os corpos, foram constatados vestígios que as vítimas haviam sido arrastadas pelos criminosos. Testemunhas relataram que Jesulino e Pedro seguiam em uma Honda Bros preta quando foram abordados por dois criminosos, que fizeram vários disparos.

A Polícia Militar realizou um cerco e conseguiu capturar os homicidas. Um deles acabou confessando o duplo homicídio e relatou que ficaram dois dias em tocaia, observando uma das vítimas para matá-la. Disse ainda que abordaram as vítimas, exigiram que elas parassem e fizeram vários disparos. O objetivo era acertar o homem que pilotava a moto, por vngança, mas os tiros também atingiram o garupa.

Pedro Gomes e Jesulino foram sepultados em Guarantã do Norte.

Só Notícias/Herbert de Souza

Comentários Facebook
publicidade

GUARANTÃ DO NORTE

Vagão de carreta carregado com milho tomba na BR-163 em Guarantã do Norte

Publicado

O acidente ocorreu, esta manhã, num trecho da rodovia federal, na Serra do Cachimbo, na região do município de Guarantã do Norte (233 quilômetros de Sinop).  De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apenas um dos vagões que estava carregado com milho tombou.

No veículo, estava apenas o motorista que não ficou ferido. Ele mesmo fez o acionamento dos policiais federais de Nova Santa Helena para registrar a ocorrência e informar as possíveis circunstâncias de como ocorreu o tombamento.

Um policial informou que a equipe está retornando para o posto fiscal com os detalhes do acidente e ainda fará o relato oficial no boletim de ocorrência.

A carga ficou esparramada e a carreta atravessada nas duas pistas. Houve interdição do tráfego de veículos nos dois sentidos por algumas horas até a remoção do veículo e limpeza da pista para evitar novos acidentes.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: divulgação)

Comentários Facebook
Continue lendo

GUARANTÃ DO NORTE

Suspeito de estupro de vulnerável, ex-candidato a prefeito de Guarantã do Norte é preso em Goiás

Publicado

O ex-candidato a prefeito de Guarantã do Norte, no pleito de 2016, Nabson Nattan Lourenço, foi preso na última segunda-feira (21), no bairro Jardim Goiás, em Goiânia, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça de Mato Grosso.

A prisão do político de Guarantã é o resultado de uma parceria investigativa da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso com a polícia civil goiana.

Nattan é suspeito de praticar crime de estupro de vulnerável. Contra o político pesa a acusação prática reiterada de abuso sexual contra uma menor de 12 anos, durante este ano de 2020. O detido será recambiado para Mato Grosso, onde ele deve responder pelos crimes que são atribuídos a ele.

A população de Guarantã do Norte recebeu a notícia da prisão do homem que disputou a prefeitura e ficou em 2º lugar na batalha eleitoral, recebeu com uma mistura de tristeza e decepção.

“Nunca imaginei que ele fosse capaz disso. Simplesmente lamentável. Se errou, tem que pagar pelo que fez”, disse a nossa reportagem uma moradora da cidade.

Nabson Natta já foi secretário da Câmara de Vereadores e responde a investigação por suposta manipulação de concurso público, no qual ele proprio teria sido aprovado em primeiro lugar. O caso está sob investigação. Atualmente, ele estaria prestando assessoria a um candidato ao senado.

Fonte: A Bronca Popular / Edésio Adorno / Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana