Polícia MT

Workshop voltado para profissionais de segurança abordará sobre ilícitos em combustíveis

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Associação nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência (Plural), em parceria com a Delegacia Especializada do Consumidor (Decon) e Academia de Polícia Judiciária Civil (Acadepol) realizam na quarta-feira (11.09), o Workshop Combustível Legal: Todos os Ilícitos de Combustível.

O evento, que acontece no Hotel Deville, das 08 às 15 horas, trará profissionais especializados para abordar a temática com objetivo de divulgar informações que auxiliem no combate a irregularidades relacionadas ao setor de combustíveis.

A capacitação contabiliza mais de 100 pessoas inscritas e contará com palestras e treinamentos ministrados pelos especialistas Roberto Egydio Balestra e Carlo Faccio.

O workshop discutirá temas como combustíveis legais, bomba fraudada, roubam de cargas, importações, posto clone, adulteração: metanol, solvente, etanol na gasolina, diesel sem biodiesel,  importações, sonegação fiscal, entre outros.

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil participa de ações para auxiliar crianças e famílias vulneráveis de Confresa
publicidade

Polícia MT

Polícia Civil amplia em 14% resolução de homicídios na região metropolitana

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelas investigações de homicídios na região metropolitana de Cuiabá, encerrou 2019 com um índice de resolutividade de 66,53% dos inquéritos policiais e ainda, 93,15% de localização de pessoas que tiveram desaparecimento registrado. A unidade instaurou 167 novos inquéritos e concluiu e encaminhou à justiça outros 337 que incluem casos referentes a anos anteriores.

Para investigar as ocorrências, a DHPP realizou durante o ano passado 68 operações que resultaram em 157 mandados de prisões e outros 78 de buscas cumpridos. Além disso, 15 pessoas foram presas em flagrante.

Conforme o delegado titular André Renato Gonçalves, o resultado da produtividade é reflexo do esforço incondicional de todas as equipes da DHPP – investigadores, escrivães e delegados – para alcançar o objetivo de 2019 e contribuir com a redução no número de homicídios na região metropolitana da Capital.

“Tivemos crescimento bem maior de inquéritos concluídos em cima dos instaurados, além do índice de resolução dos crimes, que aumentamos em 14%. Fazemos todas as diligências possíveis para se chegar à autoria. Um inquérito a menos em cartório possibilita aumentar o esclarecimento de outros casos”, explica o delegado.

Leia mais:  Dois postos de combustíveis são alvos de fiscalização após denúncias de consumidores

Ocorrências

Em 2019, as equipes da DHPP atenderam 592 ocorrências que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte (latrocínio), mortes naturais, afogamentos, suicídios, mortes acidentais, encontro de ossada, feto, entre outras ocorrências que envolvam mortes com e sem violência.

Em relação ao número de homicídios em Cuiabá, o ano passado registrou aproximadamente 18% de redução nas mortes dolosas, que ocorre quando há intenção de matar. Na Capital foram registrados 94 homicídios, contra 114 em 2018. Já em Várzea Grande, 52 pessoas morreram em 2019, enquanto o mesmo período do ano anterior totalizou 80 registros.

Os números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019 e incluem homicídios de vítimas femininas, que foram nove no total, sendo que destes três são homicídios com qualificadora em feminicídio.

DHPP Mais Forte

Durante o ano passado, a Delegacia de Homicídios realizou duas operações com o objetivo de concluir diversos inquéritos em andamento na unidade. Entre agosto e dezembro, as equipes atuaram na conclusão de inquéritos, cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões que estavam em aberto. O titular da DHPP destaca que a ação, realizada também no primeiro semestre de 2019, auxiliou na redução do acervo cartorário da delegacia.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre buscas contra organização especializada em fraudes contra seguradoras de veículos

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Maior é preso e menor apreendido por roubo a residência em Várzea Grande

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois jovens, um deles menor de idade, identificados como autores de um roubo a residência em Várzea Grande foram detidos pela Polícia Judiciária Civil, poucas horas após o crime, durante trabalho investigativo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF-VG).

O assalto a mão armada ocorreu na manhã de domingo (12.01), quando dois suspeitos em posse de um revólver calibre 38, invadiram a residência no bairro Paiaguás em Várzea Grande. Para entrar na casa, os criminosos renderam o filho do casal no portão e em seguida pularam o muro da residência.

A família foi feita refém e ameaçada de morte, enquanto os suspeitos subtraíam diversos objetos da casa, como aparelhos celulares, televisões, notebook, joias e dinheiro. O crime contou ainda com a participação de um terceiro, que ficou em um veículo do lado de fora da casa, para dar apoio a fuga dos criminosos.

Assim que os policiais da DERF-VG foram acionados do crime, iniciaram as diligências conseguindo informações que levaram a identificação de dois suspeitos, um deles menor de idade, como autores do crime. Com base nos levantamentos, os suspeitos foram detidos  e encaminhados a DERF-VG. Parte dos objetos roubados foram recuperados e restituídos à família.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre buscas contra organização especializada em fraudes contra seguradoras de veículos

Na delegacia, eles foram seguramente reconhecidos pelas vítimas como os envolvidos na ação criminosa. Interrogados, pelo delegado Afonso Monteiro da Silva Junior, os dois suspeitos confessaram a atuação no assalto e o menor de idade, contou ainda que pegou o carro do pai que estava dormindo para praticar o roubo.

Diante dos fatos, o suspeito maior de idade foi autuado em flagrante pelos crimes de roubo majorado e corrupção de menores, sendo posteriormente encaminhado para Penitenciária Central do Estado (PCE). O menor infrator, após ser ouvido, foi conduzido a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) para as providências cabíveis.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana