Política MT

Aprovação do PLC 53 pode garantir maior lucratividade à produção leiteira em MT

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Considerada uma das sessões mais longas da história da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a produção dos deputados desde a noite de sexta-feira (26) até a manhã de sábado (28), passando de 12 horas de trabalhos, gerou a aprovação da PLC-53/19, que debateu a mini-reforma fiscal do estado.

Tratados por alguns como a PL dos incentivos fiscais, o deputado Valmir Moretto (PRB) destacou o avanço na aprovação do projeto, que durou mais de 30 dias para ser votado na Casa de Leis. Para Moretto, todos os parlamentares tiveram o direito de se manifestar e colocar suas emendas em votação.

Com mudanças na política de incentivos fiscais e no método de cobrança do ICMS em Mato Grosso, a medida foi aprovada com seis emendas parlamentares e segue agora para sanção do governador Mauro Mendes (DEM). Antes disso, o texto será analisado pela equipe técnica das Secretarias de Fazenda (Sefaz), Desenvolvimento Econômico (Sedec) e da Casa Civil.

Moretto defendeu a isenção da taxação dos laticínios. O leite ficou com 85% de isenção. Os laticínios que estiverem localizados em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a isenção poderá chegar a 90% ou 95%.

“A atividade leiteira é uma atividade que rende muito pouco, trabalhosa, complicada e por isso mereceu por parte dos deputados essa atenção diferenciada. Aplaudimos a sensatez dos deputados em aprovar esses números e agora é trabalhar para continuar a desenvolver no estado. Com a regulamentação da produção leiteira, a categoria terá maior lucratividade. Isso gerará renda e crescimento no IDH dos municípios produtores”, comentou o parlamentar.

Outras alterações – Dentre as mudanças, considerando as emendas aprovadas, está a isenção na cobrança do ICMS da energia solar pelo período de oito anos e a isenção do imposto para os produtores de algodão, podendo chegar a 75%.

Tem ainda alterações na concessão do crédito outorgado, como no caso de estabelecimentos comerciais varejistas em que será entre 12% a 15%, do saldo devedor do ICMS.

Já para o comércio atacadista o crédito outorgado será de 22%, aplicado sobre o débito do ICMS.

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Nelson Barbudo é um dos 20 deputados mais influentes do país

Publicado

 

Parlamentar subiu 33 posições em ranking da FSB Influência.

O deputado Nelson Barbudo (PL – MT) se destaca em ranking nacional. Desta vez, o parlamentar por Mato Grosso está entre os 20 mais influentes nas redes sociais.

 

Os dados são da plataforma FSB Influência, dentro de pesquisa específica intitulada FSB Influência Congresso, que quantifica o engajamento que cada parlamentar possui nas principais mídias sociais do Brasil: Facebook, Instagram e Twitter.

Para calcular esta influência, cada parlamentar tem um índice dentro de cada uma das redes sociais, além do índice da FSB, que é calculado a partir destas métricas.

O índice FSB Influência Congresso é calculado levando-se em consideração o número de seguidores, o alcance, os posts, a eficiência, as interações e o engajamento registrados no Facebook, no Instagram e no Twitter durante o período de análise.

 

Vale lembrar que Nelson Barbudo ganhou notoriedade nas redes sociais antes mesmo da eleição de 2018, o que refletiu no pleito: ele foi o mais votado daquele ano.

 

Hoje, Barbudo conta com 108 mil seguidores no Instagram e quase 300 mil no Facebook.

 

Um outro destaque deste ranking da FSB Influência é o quanto o deputado por Mato Grosso cresceu no período analisado: Barbudo subiu 33 posições no ranking.

 

Para acessar o site e conferir a lista completa: https://fsbinfluencia.fsb.com.br/card/parlamentar/141/D81

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Delegado regional de Guarantã do Norte é pré-candidato a deputado estadual

Publicado

O Delegado Regional da Polícia Civil, Dr. Geraldo Gezoni Filho, decidiu ser pré-candidato a Deputado Estadual pelo partido PSB.

 

Geraldo informou à reportagem do site O TERRITÓRIO que se afastou das suas funções para concorrer às eleições deste ano (2022). Segundo o Delegado, a região norte precisa eleger um representante na Assembleia Legislativa para defender os interesses da população, do agronegócio, dos setores da mineração e florestal, principais atividades econômicas da região.

 

“É importantíssimo aumentarmos nossa representatividade perante o governo do Estado, informando as necessidades da nossa gente e lutando por recursos e investimentos. Precisamos investir em todas as áreas! Precisamos de recursos para fomentar o CRESCIMENTO dos nossos municípios. Precisamos unir forças com as prefeituras na defesa da região. Temos uma boa safra de prefeitos. Eu acredito que com um trabalho sério, incansável e DECENTE vamos conseguir sensibilizar o governo estadual e demonstrar o que é necessário para melhorar a vida de TODOS, sem exceção”, disse o Delegado Regional.

 

Indagado como melhorar a vida da população, Geraldo disse que todo governo tem sempre que dar atenção especial à educação, saúde e segurança: “Veja bem, na educação é imperiosa a construção de mais creches, bem como fomentar a disponibilidade de mais cursos no IFMT (Guarantã do Norte) e CEPROTEC (Matupá) para qualificar a mão de obra e agregar valor aos salários dos nossos trabalhadores. Na saúde precisamos de investimentos maciços, não podemos mais sofrer com falta de remédios nas farmácias populares e hospitais dos municípios; precisamos zerar as filas por exames e cirurgias nos hospitais. Na segurança é importante recebermos mais policiais para rechearmos nossas delegacias da Polícia Civil e batalhões da Polícia Militar. Há muito o que se fazer!”, disse o Delegado Regional.

 

Por fim Geraldo disse que vai começar a andar por todos os municípios do norte para viabilizar sua pré candidatura: “não adianta a intenção de concorrer a um cargo eletivo, é necessário ter apoio da sociedade. Vamos brigar, pelejar, lutar para mostrar ainda mais a importância do nortão para Mato Grosso e o Brasil”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana