Esportes

Relembre alguns atletas que morreram no auge de suas carreiras

Publicado

Muitos atletas conseguem completar a carreira, acumulando vitórias e conquistas ao longo de uma vida dedicada ao esporte. Porém, muitos esportistas brilhantes não tiveram tempo suficiente para consolidar a jornada de sucesso e acabaram partindo cedo demais, justamente quando menos se esperava. Relembre alguns casos de atletas que morreram no auge de suas carreiras:

Dener

Dener arrow-options
Divulgação/Portuguesa

Dener

Jogador fez história vestindo a camisa da Portuguesa, clube que o projetou para o futebol. Na equipe do Canindé, brilhou no início da década de 1990 e foi apontado como a grande revelação do futebol brasileiro da época, por sua habilidade rara com a bola nos pés e por seus dribles desconcertantes. Em 1994, já vestindo a camisa do Vasco, Dener sofreu um acidente de carro no Rio de Janeiro e morreu com apenas 23 anos.

Serginho

Serginho arrow-options
Arquivo iG

Serginho

Zagueiro do São Caetano vivia melhor momento de sua carreira no início dos anos 2000. Com o clube do ABC Paulista, Serginho foi vice-campeão brasileiro nos anos de 2000 e 2001, além de quase conquistar a Libertadores de 2002 (o São Caetano foi derrotado pelo Olímpia nos pênaltis). O jogador deu sequência ao bom momento, mas, em 2004, sua carreira foi interrompida após sofrer um ataque cardíaco durante uma partida contra o São Paulo, no Morumbi. Serginho chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

Jules Bianchi

Jules Bianchi arrow-options
MARUSSIA/DIVULGAÇÃO

Jules Bianchi

Piloto francês vivia o auge de sua carreira depois de ter alcançado a chance de disputar a Fórmula 1. Em sua segunda temporada na categoria mais importante do automobilismo, em 2014, Jules sofreu um grave acidente ao colidir seu carro contra um trator no GP do Japão. O piloto permaneceu internado por nove meses, mas não resistiu e morreu aos 25 anos.

Samuel Wanjiru

Samuel Wanjiru arrow-options
Wikimedia Commons

Samuel Wanjiru

Corredor queniano vivia uma grande fase em sua carreira. Foi campeão olímpico da maratona em 2008. Dois anos depois, venceu a Maratona de Chicago. No ano seguinte, porém, sofreu uma queda do terraço de sua casa e morreu aos 24 anos de idade.

Chapecoense

Avião da Chapecoense cai na Colômbia e mata 71 pessoas arrow-options
Reprodução/Twitter/PolicíaAntioquia

Avião da Chapecoense cai na Colômbia e mata 71 pessoas

A queda do avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas, acabou encerrando a carreira de alguns jogadores que passavam pelos melhores momentos de suas vidas profissionais. Entre eles, pode-se destacar o atacante Bruno Rangel (34 anos) e o goleiro Danilo (31 anos).

Sarah Burke

Sarah Burke arrow-options
Wikipedia

Sarah Burke

Esquiadora norte-americana era uma das estrelas de seu esporte. Tetracampeã dos X-Games de inverno, Sarah sofreu uma queda no halfpipe durante um treinamento em 2012. A esquiadora teve hemorragia no cérebro e sofreu uma parada cardíaca. Ficou internada durante nove dias, mas acabou morrendo aos 29 anos.

Roberto Batata

Roberto Batata arrow-options
Arquivo Cruzeiro

Roberto Batata

Titular absoluto do Cruzeiro na década de 1970, o jogador morreu em um acidente de carro, aos 26 anos, durante a campanha que culminaria com a conquista da Libertadores de 1976, o primeiro da história do clube. A tragédia aconteceu depois de Batata bater seu carro de frente com um caminhão.




Andy Irons

Andy Irons arrow-options
Jason Reposar

Andy Irons

Tricampeão mundial de surfe, o havaiano atravessava um grande momento. Além dos três títulos conquistados em sequência (2002, 2003 e 2004), o atleta ainda havia acumulado ótimas campanhas nos anos seguintes. Em 2005 e 2006 ficou em segundo lugar. Já em 2007, terminou o mundial na quinta posição. Três anos depois, no entanto, foi encontrado morto em um hotel em Dallas, nos EUA, aos 32 anos. A morte do surfista teve duas causas: a principal foi uma parada cardíaca; a secundária, ingestão aguda de drogas.

Drazen Petrovic

Drazen Petrovic arrow-options
Reprodução/nba.com

Drazen Petrovic

Apontado como um dos maiores jogadores europeus da história do basquete, o croata brilhou na NBA atuando pelo New Jersey Nets (hoje Brooklyn Nets). Em 1993, no auge, o atleta sofreu um acidente de carro e morreu aos 28 anos.

Ayrton Senna

Ayrton Senna arrow-options
Arquivo iG Esporte

Ayrton Senna

Tricampeão mundial de Fórmula 1 (1988, 1990 e 1991), o piloto brasileiro buscava seu quarto título em 1994 quando teve sua carreira interrompida por um acidente fatal. Senna bateu sua Williams na curva Tamburello, no GP de San Marino, e morreu aos 34 anos.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Atlético GO não dá chances e derrota o São Paulo

Publicado

O São Paulo foi derrotado por 2 a 1 para o Atlético-GO no domingo (31), no Estádio Antônio Accioly, em duelo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2020 – o gol tricolor foi marcado por Reinaldo.

Com o revés em Goiânia, a equipe são-paulina se manteve com 58 pontos, no G4. O próximo confronto no torneio nacional será diante do Ceará, no dia 10 de fevereiro, às 21h, no Morumbi.

Para encarar os anfitriões, o time não contou com Walce (cirurgia no joelho) e Liziero (cirurgia no tornozelo). Assim, com a volta de Gabriel Sara (recuperado de uma indisposição que o tirou da partida com o Coritiba), o técnico Fernando Diniz escalou a equipe com Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Dani Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes; Luciano e Brenner.

No primeiro tempo, os donos da casa abriram o placar com Natanael, aos 20 minutos. Antes mesmo do intervalo, aos 39, o Tricolor deixou tudo igual com um golaço de Reinaldo! O camisa 6 recebeu de Igor Gomes, que fez jogada, e mandou um foguete da entrada da área! Na gaveta! 1 a 1!

 

Rubens Chiri / saopaulofc.net

Na volta para a etapa complementar, o treinador são-paulino promoveu a entrada de Vitor Bueno no lugar de Gabriel Sara. Mais tarde, no decorrer do confronto, também entraram Pablo e Tchê Tchê nas vagas de Brenner e Igor Gomes.

Em busca da virada, o São Paulo teve uma boa oportunidade aos 38, com Vitor Bueno, que cabeceou no travessão e, por pouco, não balançou as redes. No entanto, em rápido contra-ataque aos 42, o Atlético-GO marcou com Vitor e fechou o marcador em Goiânia: 2 a 1.
Outras noticias do Atlético-GO

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Cuiabá mantém vantagem de 5 pontos e pode garantir acesso à Série A na próxima rodada

Publicado

O Cuiabá está cada vez mais perto de garantir acesso à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O feito inédito no futebol mato-grossense pode acontecer já na próxima rodada.

Neste sábado, dois dos principais concorrentes do Cuiabá na briga pelo G4 entraram em campo e o resultado favoreceu a equipe mato-grossense. CSA e Avaí empataram, em 1 a 1. Com isso, a equipe alagoana caiu para o 5º lugar, com 53 pontos, e os catarinenses agora estão em 7º.

Ainda que a 35ª rodada não tenha sido encerrada, com três jogos pendentes para este domingo, o Cuiabá já sabe que levará para a próxima rodada os 5 pontos de vantagem em relação ao primeiro time fora do G4.

Com isso, para garantir o acesso com 2 rodadas de antecedência, o time de Alan Aal precisa vencer o Paraná, que está em 18º lugar e briga contra o rebaixamento. O jogo será no estádio Durival Brito, em Curitiba (PR), na próxima terça-feira (19).

Além da vitória, o Cuiabá também precisa torcer para que CSA não vença o Botafogo-SP. Os alagoanos jogarão fora de casa, na terça-feira, em Ribeirão Preto (SP).

Conforme Só Notícias já informou, além do Paraná, o Cuiabá ainda enfrenta outros dois adversários pela Série B. No dia 22, o Dourado volta a campo contra o Sampaio Correa (12º colocado), em casa, na Arena Pantanal. A última partida será no dia 30 deste mês, contra o CRB, que é o 11º colocado.

 

Só Notícias/Herbert de Souza 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana