Política MT

Aleitamento materno é tema de primeira reunião da frente parlamentar na Assembleia Legislativa

Publicado

Apenas 23 países no mundo têm taxas de amamentação exclusiva de leite materno acima de 60%, no Brasil esse percentual não chega a 40%, segundo a OMS

Foto: Ronaldo Mazza / Secretaria de Comunicação Social Para o deputado Dr. Gimenez, que é médico, falar em amamentação é tratar de saúde preventiva, porque ela é um dos mais efetivos e rentáveis investimentos sociais

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Apenas 23 países no mundo têm taxas de amamentação exclusiva de leite materno acima de 60%. No Brasil, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o percentual é de 39%. Para buscar vencer desafios comuns de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizará nesta terça-feira (5), às 9h, a primeira reunião da Frente Parlamentar da Saúde da Mulher. 

O encontro será na sala de reunião da vice-presidência, com a participação da equipe de profissionais do Banco de Leite do Hospital Universitário Julio Müller (HUJM), e a coordenação do deputado estadual Dr. Gimenez (PV). Médico há mais de 40 anos, o parlamentar quer contribuir com as políticas públicas da saúde preferencialmente para o público feminino e infantil no estado.

“Falar em amamentação é tratar de saúde preventiva, porque ela é um dos mais efetivos e rentáveis investimentos que os países podem fazer na saúde de seus cidadãos e na futura saúde de suas economias e sociedades. Amamentar traz benefícios para os bebês e suas mães, principalmente nos primeiros meses de vida, prevenindo doenças e estilando o desenvolvimento das crianças”, frisa o deputado.

A Frente Parlamentar Saúde da Mulher atuará por um período de dois anos e visa receber demandas de todos os segmentos femininos, desde a área da infância e juventude, passando por gestantes, mães e idosas. O objetivo é realizar encontros mensais, às terças-feiras, para oferecer apoio voluntário de grupos já existentes.

“Nossa intenção não é criar novas políticas públicas e sim fazer valer o que já existe, de modo que o público feminino seja atendido pela saúde pública e particular de maneira ágil, adequada e humanizada, porque além de ser um direito da mulher, é um dever do estado. Queremos priorizar a qualidade de vida delas, que são hoje esteio de muitas famílias brasileiras”, frisa o parlamentar e médico. 

Os encaminhamentos e demandas podem ser feitas diretamente ao gabinete do deputado Dr. Gimenez a partir do telefone (65) 3313-6795 ou no e-mail [email protected] 

SERVIÇO

Evento: Primeira Reunião da Frente Parlamentar da Saúde da Mulher
Data: 05/11 (terça-feira)
Horário: 9h
Local: Sala de Reunião da vice-presidência, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em Cuiabá.
 

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Em meio à pandemia, deputado Dilmar Dal Bosco quer criar ”Dia do Sorvete”

Publicado

Em meio à pandemia do coronavírus, que já matou mais de 300 pessoas em Mato Grosso, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) apresentou no dia 09/06/2020 passado o projeto de lei para criar o Dia Estadual do Sorvete, que seria celebrado no dia 23 de setembro.

O parlamentar explica, no projeto, que no Brasil, em 2002, a Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete (ABIS)  instituiu o “Dia Nacional do Sorvete”. “A data é comemorada todo dia 23 de setembro e foi criada com o objetivo de celebrar o início das
temperaturas mais altas do ano, já que o consumo da aumenta muito em todo o país”, argumenta.

Só um detalhe: a data foi criada por uma entidade de classe, claro, para fomentar a venda. E a discussão deste projeto em meio à pandemia, além da discussão que hora ocupa o tempo do deputados como a reforma da Previdência, não se justifica apresentar tal projeto, neste momento.

Com informação O Bom da Noticia

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

PL prevê economia no transporte de longa distância de presos

Publicado

Foto: Marcos Lopes

O Projeto de Lei n° 77/2020, apresentado pelo deputado Dr. Eugênio (PSB) em sessão plenária na última semana, prevê economia no transporte de longa distância de presos. Conforme a proposição, ficará instituído que o transporte, quando tiver distância igual ou superior a 500 quilômetros da instituição de origem, até a instituição de destino final dentro do estado, ficará a cargo do Centro Integrado de Operações Aéreas do Estado de Mato Grosso (Ciopaer), com o uso de aeronaves apreendidas.

“Esta situação é desgastante para os profissionais de segurança pública, que, em geral, envolve riscos e tensões que afetam a sua saúde física e mental, comprometendo a qualidade de vida desses profissionais, aliada às más condições e sobrecarga de trabalho. A saúde desses profissionais se deteriora a cada dia. A fim de buscar meios para otimizar os recursos financeiros e recursos humanos, este projeto tem sua justificativa na melhor utilização do grupo (Ciopaer), bem como a utilização racional do baixo efetivo dos agentes da segurança pública", diz trecho da justificativa.

O projeto é uma reivindicação dos diretores do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso (Sinpol), presidente Edleusa Mesquita, do vice, Gláucio de Abreu Castañon, e do diretor da subsede de Água Boa, Aurélio Mendanha da Silva.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia MT

Mato Grosso

Política MT

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana